sábado, 15 de outubro de 2011

PROVAS E GABARITO/PROJEÇÕES E CARTOGRAFIA.

VESTIBULAR 2014

(URCA) A cartografia veio acompanhando a evolução técnica da humanidade e o mapa foi se impondo como um instrumento capaz de reunir informações úteis ao homem, para fins diferenciados. A respeito do uso atual do mapa, é CORRETO afirmar que:

a) A curva de nível é uma linha que no mapa liga pontos da mesma amplitude térmica, seu traçado permite identificar os domínios das massas de ar.
b) O planisfério de Mercator é o mapa-múndi usado como padrão nos livros e atlas porque ele representa com maior objetividade a constituição geomorfológica do planeta.
c) O planejamento territorial com base em informações geoprocessadas visa reduzir a ação da fiscalização do Estado sobre as questões ambientais e a propriedade privada.
d) Os mapas que utilizam escalas pequenas permitem uma representação mais detalhada da realidade enfocada.
e) A indicação da escala utilizada é indispensável para a leitura adequada de produtos cartográficos.

(UFRN) O roteiro turístico de Natal apresenta o centro histórico da cidade como um dos atrativos. O recurso cartográfico que possibilita uma melhor identificação da localização das edificações que compõem o centro histórico é a planta, porque possui uma escala
a) grande que favorece a representação de áreas com grande extensão territorial.
b) pequena que permite identificar detalhadamente aspectos da paisagem.
c) pequena com alto grau de precisão de pequenas extensões do espaço.
d) grande com alto grau de detalhamento do espaço representado.

(UFAL)


Disponível em: http://www.atlasdemurcia.com (adaptada). Acesso em: 27/11/2013

As representações cartográficas, em relação à superfície de projeção, se baseiam em alguns modelos básicos. O modelo de representação mostrado na figura corresponde à projeção
a) cilíndrica transversa.
b) cônica polar.
c) transversa polar.
d) plana polar.
e) policônica transversa.

(IFG) Sobre os elementos cartográficos relativos à figura, assinale a afirmação correta.


a) A escala numérica do mapa é 1:10.000.000, ou seja, cada cm no mapa representa 10 mil quilômetros.
b) A projeção cartográfica adotada permite que não haja qualquer distorção da superfície terrestre.
c) A indicação das principais coordenadas geográficas, da orientação e da legenda auxiliariam a localização e a interpretação das informações no mapa.
d) A imagem de satélite, que é uma fotografia real da Terra, seria mais adequada à representação das informações.
e) A figura é um mapa político, exclusivamente.

(PUCRS) Responda à questão com base no desenho, que representa uma área de relevo em curvas de nível, preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).


(    ) Os mapas topográficos utilizam curvas de nível, também chamadas de isoípsas, para representar diferentes altitudes.
(    ) As curvas de nível da vertente do lado A do traço indicam um relevo mais íngreme do que as curvas de nível do lado B do traço.
(    ) O relevo representado por essas curvas de nível é uma depressão com 250m de profundidade.
(    ) A área representada nesse desenho pode ser considerada um divisor de águas.
(    ) A direção do traço de A para B, neste desenho, é nordeste-sudoeste.

O correto preenchimento dos parentese, de cima para baixo, é
a) V –V –F –F –F
b) V –V –F –V –F
c) V –F –V –F –F
d) F –V –F –V –V
e) F –F –V –V –V

(UCS) A escala cartográfica permite obter uma relação de proporcionalidade necessária aos mapas que representam o espaço. Ela pode ser mostrada de forma numérica ou gráfica.
Observe as escalas numéricas abaixo, bem como sua correspondência em um suposto terreno.


Pode-se dizer que as correspondências
a) 1 e 4 estão corretas.
b) 2 e 3 estão corretas.
c) 1 e 2 estão corretas.
d) 3 e 4 estão corretas.
e) 1 e 3 estão corretas.

(UNISC) Os morcegos estão entre os mamíferos mais especializados que existem atualmente. São os únicos com a capacidade do voo verdadeiro, possuem um sistema de ecolocalização altamente desenvolvido. Esses morcegos geram sons em altas frequências (ultrassons) pela laringe e os emitem através do nariz ou da boca aberta. Esses sons variam entre frequências de 14.000 até 100.000 hertz (Hz). As vocalizações emitidas pelos microquirópteros forma um amplo feixe de som que é utilizado para escanear o ambiente de forma semelhante a um radar militar.

(Adaptado de: http://historiasnaturais.wordpress.com/2013/05/ 26/bat-sinal/#more-437)

Analisando o texto acima e relacionando-o com o Sensoriamento Remoto, leia as afirmativas abaixo.
I- O radar, através de seu sensor, emite um fluxo de radiação em determinada faixa espectral que interage com os alvos na superfície da Terra e a parte que é refletida é, então, captada por ele.
II- Se o sistema sensor possui uma fonte de radiação, isto é, não depende de uma fonte externa para irradiar o alvo, ele é chamado de ativo.
III- Os sensores do tipo radar, por produzirem uma fonte de energia própria na região de micro-ondas, podem obter imagens tanto durante o dia como à noite e em qualquer condição meteorológica.

Assinale a alternativa correta.
a) Somente a afirmativa I está correta.
b) Somente a afirmativa III está correta.
cTodas as afirmativas estão corretas.
d) Somente as afirmativas I e III estão corretas.
e) Somente a afirmativa II está correta.

(UEL) Na cartografia, a escala é a relação matemática entre as dimensões do terreno e a representação no mapa e constitui-se em um de seus elementos essenciais. Considere uma viagem do Rio de Janeiro até Belo Horizonte, passando por Vitória. Para uma viagem mais segura, é importante calcular a distância do trajeto e a direção geográfica a seguir, desde o ponto de partida até o destino.


Com base no texto e na figura,
a) calcule a distância entre Rio de Janeiro e Vitória; entre Vitória e Belo Horizonte e entre Vitória e Rio de Janeiro.
Apresente os cálculos utilizados para encontrar essas distâncias.
b) indique a direção geográfica do ponto de partida até o destino (Rio de Janeiro a Vitória e Vitória a Belo Horizonte).

Respostas:

a) O mapa possui uma escala numérica de 1:7.700.000. Cada centímetro representado no mapa corresponde a 7.700.000 centímetros no terreno. Isso quer dizer que:

1 cm = 7.700.000 cm
1 cm = 77 km

77 × 4,5 = 346,5 km
77 × 5,0 = 385,0 km

Ou

7.700.000 × 4,5 = 34.650.000 cm ÷ 100 = 346.500 metros ÷ 1000 = 346,5 km
7.700.000 × 5,0 = 38.500.000 cm ÷ 100 = 385.000 metros ÷ 1000 = 385,0 km

A distância entre Rio de Janeiro e Vitória é de 731,5 km.
A distância entre Vitória e Belo Horizonte é de 346,5 km.

b) As direções da viagem a partir da cidade do Rio de Janeiro são no sentido nordeste até a cidade de Vitória e no sentido oeste de Vitória até a cidade de Belo Horizonte.

(UNICENTRO) Leia a tirinha, o texto e o planisfério a seguir.

(QUINO, Joaquim Lavado. Toda Mafalda. São Paulo: Martins Fontes, 1993. p.385.)

“Orientação” vem do tempo em que o oriente, ou seja, o leste, era o ponto cardeal mais importante da cartografia europeia. Na época das Cruzadas (campanhas militares da Europa cristã pela Terra Santa entre os séculos 11 e 13), Jerusalém costumava ocupar o alto do mapa, o que colocava o leste mais ou menos no topo. Um dos pioneiros do norte no topo foi o astrônomo e geógrafo egípcio Ptolomeu (83-168). Mas o modelo só se tornou hegemônico na era das Grandes Navegações, quando se passou a usar a Estrela do Norte e bússolas (que apontam o norte magnético) para cruzar os oceanos. Com as novas descobertas, o mundo foi alargado e o formato se consolidou. Hoje em dia, a mapa-múndi é o mesmo no mundo todo, com pequenas variações. No Extremo Oriente, em vez de partirem o Pacífico no meio, como nós, eles dividem o Atlântico. E na Oceania, mais por provocação do que qualquer outra coisa, é fácil encontrar mapas “de cabeça para baixo”, com o sul no topo.

(Adaptado de: . Acesso em: 13 jul. 2013.)

(Projeção de Mercator (1569). Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2013.)

Sobre as formas de representação do espaço e a orientação nos mapas, considere as afirmativas a seguir.
I. Na projeção de Mercator, de 1569, a região colocada em destaque é a Europa, e os demais continentes ficam abaixo (sul), à esquerda (ocidente) ou à direita (oriente) dele, o que reflete uma visão eurocêntrica, que coloca a Europa no centro do mundo.
II. A fixação da orientação norte na parte superior do mapa é uma convenção, sem base científica; um acordo para a padronização dos elementos cartográficos, o que torna a cartografia uma linguagem universal.
III. Devido à esfericidade do planeta Terra, é possível representá-lo, no mapa, colocando qualquer ponto no seu centro. Se não existe um único centro da Terra, tampouco “em cima” ou “em baixo”, pois esta escolha é coerente com os objetivos de cada representação.
IV. Os mapas são representações fidedignas da superfície terrestre, ou seja, todo mapa é uma representação real do local de interesse cartográfico. Essa exatidão se tornou possível devido à tecnologia empregada na construção dos mapas atuais.

Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

(UNICENTRO) Pode-se afirmar, de maneira simplificada, que a Cartografia é a “ciência dos mapas”. Essa ciência pode utilizar-se de mapas produzidos em diferentes escalas. Utilizando os conhecimentos sobre escalas, considere que foram produzidos dois mapas de um mesmo espaço: o mapa X, produzido na escala 1:1.000.000 e o mapa Y, produzido na escala 1:3.000.000.

Com base nessas informações, assinale a alternativa correta.
a) No mapa X, 1 centímetro corresponde a 1 quilômetro na superfície terrestre.
b) No mapa Y, 2 centímetros correspondem a 600 quilômetros na superfície terrestre.
c) O mapa X é menor que o mapa Y.
d) O mapa Y é menor que o mapa X.
e) O mapa Y é três vezes maior que o mapa X.

(UFSM)

Área territorial do Brasil aumenta após IBGE atualizar dados

         Ao atualizar as dimensões oficiais do Brasil, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) descobriu que o país expandiu sua área em 890,45 quilômetros quadrados.
         Segundo o IBGE, trata-se de um aprimoramento tecnológico na medição e a simples incorporação de novas áreas, especialmente de pequenos arquipélagos e de águas internas. Na atualização do instituto divulgada em 2001, as lagoas dos Patos e Mirim entraram na conta do território gaúcho.
         De acordo com o geógrafo Gervásio Rodrigo Neves, ex-professor da Universidade Federal do
Rio Grande do Sul (UFRGS) e ex-delegado do IBGE no estado, a mudança não é significativa. Justo porque ela acontece o tempo todo, e assim sempre será. Culpa de pequenos detalhes, imperceptíveis para os leigos, mas sensíveis aos equipamentos de medição. — Qualquer alteração no nível do mar muda a medida. Se a maré estava baixa, é uma coisa. Alta, é outra — diz.
         Segundo Gervásio, "Nós não estamos mudando os limites territoriais do país ou divisas internacionais, mas aprimorando a tecnologia do trabalho, o que leva à revisão de valores de área publicados".
         Neste caso, grande responsabilidade recai sobre o GPS, velho conhecido dos carros brasileiros e fundamental para o funcionamento do Sistema de Referência Geocêntrico para as Américas (Sirgas2000), adotado pelo IBGE. O instrumento permitiu maior precisão no mapeamento territorial — superior às tecnologias da década de 1990, por exemplo, e sem comparação com a fotografia aérea, dos anos 1940.
Fonte: Jornal Zero Hora, 24 de jan. 2013

De acordo com o texto e com seus conhecimentos, marque verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir.
(    ) Dentre os principais motivos para o aumento do território brasileiro, há os avanços tecnológicos ligados aos instrumentos de observação e medição, como imagens de satélite e uso do GPS.
(    ) A disputa por territórios com o Peru e Colômbia, nos últimos anos, fez o Brasil aumentar de tamanho.
(    ) As lagoas Mirim e dos Patos não eram contabilizadas na extensão territorial do Brasil, por isso o país era menor até essa atualização de 2013.
(    ) As fotografias aéreas ainda são materiais cartográficos importantes na definição de demarcação de territórios.

A sequência correta é

a) F F V V
b) V F F V
c) F V F V
d) V V V F
e) V F V F

(UFPR) A figura abaixo é o recorte de uma carta topográfica contendo dois possíveis traçados para uma rodovia estadual, com elevado fluxo de caminhões. Considerando os traçados sugeridos, aponte o mais adequado à rodovia, justificando a escolha a partir da análise do recorte da carta topográfica.


Resposta:

O traçado A, embora mais longo, é o mais adequado para o fluxo de caminhões, pois apresenta a mesma cota altimétrica (100m), tornando a estrada plana. O traçado B tem diferentes altitudes apresentando um trecho que varia de 100 m a 200 m retornando aos 100m o que torna o trajeto B menos adequado para o fluxo de veículos que utilizam carga pesada.

(UFPR) A seta em preto sobre um recorte da Carta Náutica: Proximidades da Barra de Paranaguá indica o trajeto a ser feito pela embarcação que sai da Baía de Paranaguá. Considerando a escala da Carta e a orientação tomada, assinale a alternativa que corresponde à situação observada.

a) Rumo 42o SE, coordenadas em A: Latitude: 25,51o S e Longitude: 48,38 W.Gr. e, em B: Latitude: 25,31o S e Longitude: 48,48 W.Gr. Distância percorrida de aproximadamente 15 km.
b) Rumo 42o SE, coordenadas em A: Latitude: 25,51o S e Longitude: 48,38 W.Gr. e, em B: Latitude: 25,62o S e Longitude: 48,28 W.Gr. Distância percorrida de aproximadamente 15 km.
c) Rumo 42o NW, coordenadas em A: Latitude: 25,51o S e Longitude: 48,38 W.Gr. e, em B: Latitude: 25,31o S e Longitude: 48,48 W.Gr. Distância percorrida de aproximadamente 1,5 km.
d) Rumo 42o NW, coordenadas em A: Latitude: 25,51o S e Longitude: 48,38 W.Gr. e, em B: Latitude: 25,62o S e Longitude: 48,28 W.Gr. Distância percorrida de aproximadamente 10 km.
e) Rumo 42o SE, coordenadas em A: Latitude: 25,51o S e Longitude: 48,38 W.Gr. e, em B: Latitude: 25,62o S e Longitude: 48,28 W.Gr. Distância percorrida de aproximadamente 7,5 km.

(UFPR) Ao selecionar um terreno, um comprador observou pela planta do loteamento que esse lote apresentava as seguintes medidas: 1 cm (frente) por 2 cm (lateral). A área informada era de 800 m2. Considerando as medidas observadas, assinale a alternativa que apresenta a escala da planta do loteamento.

a) 1: 15.000
b) 1: 10.000
c)  1: 5.000
d) 1:2.000.
e) 1:1.000.

(CEFET-MG)

Disponível em: Acesso em: 25 jul. 2013.


Sobre o Sistema de Informação Geográfica, é correto afirmar que

I – se apresenta como um importante instrumento para o planejamento urbano e rural.
II – correlaciona diversos dados do espaço terrestre de acordo com determinada finalidade.
III – se elabora como produto final cartogramas diversos, fiéis ao espaço representado.
IV – se organiza em modelo de camadas no formato de matrizes ou imagens a partir de variáveis selecionadas.
V – exibe a cada camada um mapa tridimensional com diversas características físicas de uma região.

Estão corretas apenas as afirmativas

a) I, II e III.
b) I, II e IV.
c) I, IVeV.
d) II, III e V.
e) III, IV e V.

(PUC-RJ)

Bandeira da Organização das Nações Unidas (ONU)

A bandeira da ONU (1947), nas cores azul e branco, simboliza a união dos povos do mundo através dos seus continentes (com a exceção da Antártida), emoldurada por ramos de oliveira, que representam a paz. A projeção cartográfica selecionada para a representação do globo terrestre nessa bandeira é:
a) cilíndrica.
b) cônica.
c) azimutal-plana.
d) senoidal
e) cilíndrica-conforme.

(UERJ) Os mapas são representações da superfície terrestre, elaborados com base em critérios previamente convencionados. Observe o mapa a seguir, que difere da representação usual do Brasil.


Considerando as normas da cartografia, indique se o mapa está corretamente elaborado e apresente uma justificativa para essa resposta.

Resposta:

O mapa está corretamente elaborado.
Uma das respostas:
• Em termos astronômicos, não existe para cima nem para baixo, já que o universo é infinito.
• A posição da rosa dos ventos mostra que o mapa está orientado de forma correta.
• Os nomes dos estados brasileiros estão intencionalmente colocados de forma a facilitar a leitura na
posição usual do mapa.

(UERJ) Observe na imagem uma feição de relevo em escarpa, área de desnível acentuado de altitude, encontrada geralmente nas bordas de planalto, como os trechos da Serra do Mar no estado do Rio de Janeiro.


Utilizando a técnica das curvas de nível, uma representação aproximada dessa imagem em uma carta topográfica está indicada em:

a)
  

b)
   

c)
 

d)
  


VESTIBULAR 2013

(UNISC) Uma pessoa saiu de Porto Alegre às 12h e chegou às 14h a Santa Cruz do Sul para prestar o vestibular. Viajou cerca de 147 km pela BR 386 e RS 287. Em um mapa com a escala de 1:1.000.000, a distância gráfica entre as duas cidades citadas acima será de

a) 147 cm.
b14,7 cm.
c) 294 cm.
d) 1,47 cm.
e) 29,4 cm.

(UNISC)

“Hoje, o sensoriamento remoto por meio de satélites representa o mais importante e eficiente recurso
tecnológico de observação da Terra, permitindo rapidez e precisão nos processos de levantamento de dados e mapeamentos.”

(COELHO, Marcos de Amorim; TERRA, Lygia. Geografia Geral: o espaço natural e socioeconômico. 2001, p.30)

A esse respeito, leia as afirmativas abaixo.
I – O sensoriamento remoto é um recurso técnico para ampliar os sentidos naturais do homem.
II – O sensoriamento remoto pode ser definido, de uma maneira ampla, como sendo a forma de se obter informações de um objeto ou alvo, sem que haja contato físico com o mesmo.
III – No sensoriamento remoto, as informações são obtidas utilizando-se a radiação eletromagnética, geradas por fontes naturais como o Sol e a Terra, ou por fontes artificiais como, por exemplo, o Radar.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente a afirmativa I está correta.
b) Somente a afirmativa III está correta.
cTodas as afirmativas estão corretas.
d) Somente as afirmativas I e III estão corretas.
e) Somente a afirmativa II está correta.

(UNICAMP)


FONTE:


a) Embora distante da borda de placas tectônicas, o Brasil apresenta abalos sísmicos eventuais. Quais as características predominantes desses sismos no Brasil?
b) Por que o Estado do Acre apresenta grande quantidade de abalos sísmicos e por que eles são profundos?

Respostas:

a) Sismos de baixa intensidade, resultantes da acomodação de diversas falhas geológicas existentes no território nacional, originadas principalmente no processo de deriva dos continentes (era mesozóica).

b) São sismos associados a sistemas de falhas de grande magnitude. São frequentes no Acre em virtude da proximidade da Cordilheira dos Andes, área de intensa atividade tectonica cenozoica.

(IFMG) Observe o mapa dos radares brasileiros apresentado numa reportagem da revista Veja de 18 de julho de 2007.

Sabe-se que radares emitem ondas que se propagam até o objeto a ser detectado e então eles são capazes de “perceber” a presença de algo em sua área de cobertura. O fenômeno físico que permite ao radar “perceber” a existência de um objeto qualquer em sua área de cobertura é a:

a) refração.
b) ressonância.
c) difração.
dreflexão.


(CEFET-MG) Um determinado mapa foi elaborado com uma escala gráfica em que cada unidade de centímetro representa quinze quilômetros reais. Caso a representação seja reduzida quatro vezes, a escala numérica do novo mapa sera

a) 1 : 37.500.
b) 1 : 60.000.
c) 1 : 375.000.
d) 1 : 600.000.
e) 1 : 6.000.000.

(URCA) Geológico, Pedológico, Isoietas e Geomorfológico são títulos de MAPAS respectivos dos seguintes TEMAS:

a) Rochas, Minerais, Relevos e Climas.
b) Relevos, Solos, Rochas e Climas.
c) Rochas, Relevos, Solos e Vegetação.
d) Rochas, Solos, Climas e Relevos
e) Solos, Rochas, Climas e Relevos.

(UFGD) Analise o planisfério apresentado a seguir.

(Fonte: BOCHICCHIO, Vicenzo R. Atlas Atual Geografia - Manual de Cartografia: projeto e orientação técnica. São Paulo: Atual, s/d.)

Depois fazer a análise, assinale a alternativa correta.
a) O planisfério foi produzido a partir de uma Projeção Azimutal, que preserva as dimensões territoriais na região da linha do Equador e distorce na região dos trópicos.
b) O planisfério foi produzido a partir de uma Projeção Cônica, que preserva as dimensões territoriais na região dos trópicos e distorce a partir de 75o de latitude.
c) O planisfério foi elaborado a partir de uma Projeção Cilíndrica Equatorial, que distorce as dimensões territoriais na região da linha do Equador e preserva aquelas próximas aos pólos.
d) O planisfério foi elaborado a partir da Projeção de Ortográfica de Mercator, que distorce as dimensões territoriais na região dos pólos e preserva aquelas próximas da linha do Equador.
e) O planisfério foi elaborado a partir da Projeção de Mercator, que distorce as dimensões territoriais na região dos pólos e preserva aquelas próximas da linha do Equador.

(UNICAMP)  Escala, em cartografia, é a relação matemática entre as dimensões reais do objeto e a sua representação no mapa. Assim, em um mapa de escala 1:50.000, uma cidade que tem 4,5 km de extensão entre seus extremos será representada com
a9 cm.   
b) 90 cm.   
c) 225 mm.   
d) 11 mm.   
  
(FUVEST) Observe a Carta Topográfica abaixo, que representa a área adquirida por um produtor rural.


Em parte da área acima representada, onde predominam menores declividades, o produtor rural pretende desenvolver uma atividade agrícola mecanizada. Em outra parte, com maiores declividades, esse produtor deseja plantar eucalipto.
Considerando os objetivos desse produtor rural, as áreas que apresentam, respectivamente, características mais apropriadas a uma atividade mecanizada e ao plantio de eucaliptos estão nos quadrantes
a) sudeste e nordeste.   
b) nordeste e noroeste.   
cnoroeste e sudeste.   
d) sudeste e sudoeste.   
e) sudoeste e noroeste.   

(ESPCEX - AMANSobre escala cartográfica, leia as afirmativas abaixo:

Sobre escala cartográfica, leia as afirmativas abaixo:
I. existem dois tipos de escala cartográfica: a numérica e a geográfica;
II. na escala 1:5.000, adequada para representar grandes superfícies terrestres, como,
por exemplo, uma região ou país;
III. em um mapa de escala 1:2.000.000, a distância gráfica de 3 cm entre dois pontos, em
linha reta, corresponde a uma distância real de 60 km;
IV. a escala 1:500, muito utilizada na construção de plantas urbanas, é maior do que a escala 1:1.000.000, que é utilizada, por exemplo, para representar um continente ou mesmo o Mundo. Assinale a alternativa que representa todas as afirmativas corretas.

Assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas corretas.
a) I e II   
b) I, II e III   
c) I, II e IV   
d) II e III   
eIII e IV   

(UEA) As imagens de satélite têm sido utilizadas na geografia em uma grande variedade de aplicações, entre as quais destaca-se.

a) a catalogação de monumentos arqueológicos abaixo da superfície do solo.
b) a identificação de minerais de interesse comercial em águas profundas.
c) o auxílio na interpretação dos fluxos de produtos agrícolas, devido à modernização no campo.
d) o monitoramento das mudanças relacionadas ao uso da terra.
e) a reflexão acerca dos movimentos sociais existentes no campo e na cidade.

(UEMG) O texto a seguir revela como a modernização dos agronegócios pede por novas tecnologias, tal como o monitoramento via satélites.

Algumas técnicas de geografia e cartografia vêm sendo empregadas na análise e gestão agrícola, uma vez que novos satélites comerciais oferecem imagens cada vez mais precisas, detalhadas e atualizadas de qualquer localidade do território nacional brasileiro.
Conhecido como Sensoriamento Remoto, esse conjunto de técnicas possibilita a obtenção de informações sobre alvos na superfície terrestre (objetos, áreas, fenômenos), através do registro da interação da radiação eletromagnética com a superfície, realizado por sensores distantes, ou remotos. Geralmente esses sensores estão presentes em plataformas orbitais ou satélites(...).

SEABRA, Felipe. http://www.digibase.com.br

O texto aponta para aspectos importantes, que podem ser relacionados à evolução moderna dos agronegócios.

Pode-se afirmar CORRETAMENTE que, nos termos do texto,

a) as informações obtidas por imagens de satélites não influenciam outras áreas, como as de
abastecimento e distribuição de alimentos.
b) além da agricultura extensiva, os segmentos de meio ambiente, recursos hídricos e segurança pública estão sendo beneficiados com a nova geração de satélites.
c) o monitoramento de safras a partir de imagens de satélites é, atualmente, uma fonte importante de informações para melhor aproveitamento das áreas das lavouras modernas.
d) o Sensoriamento Remoto favorece o manejo e o monitoramento das safras agrícolas, sem promover interferências na gestão logística da produção.

(UNESP) Analise os mapas.


Considerando as escalas utilizadas nos mapas, é correto afirmar que
ao mapa 1 favorece maior detalhamento do terreno do que o mapa 2.   
b) o mapa 2 abrange uma área menor do que o mapa 1.   
c) assemelham-se, pois nos dois casos foi utilizada uma pequena escala.   
d) retratam períodos diferentes de uma mesma localidade.   
e) ambos os mapas apresentam o mesmo nível de detalhe.   

(MACK)



http://www.grida.no/prog/global/cgiar/images/twat.gif

De acordo com a representação cartográfica acima, está correto afirmar que

a) Trata-se de uma projeção “cilíndrica conforme”, que representa a realidade espacial com extrema fidelidade, graças às novas tecnologias.
b) Corresponde a uma abordagem cartográfica que contraria as tradicionais visões eurocêntricas, com amplo destaque aos países do Sul, subdesenvolvido.
c) Traduz a nova configuração de uma ordem multipolar, em que os países que compõem o BRICS aparecem com amplo destaque, proporcional à sua importância econômica.
d) Exemplifica a projeção de Peters, em que se podem ver os países em relação ao seu peso demográfico
eDemonstra uma distorção deliberada, chamada anamorfose, em que podemos diferenciar os países de acordo com seus recursos hídricos.

(PUCRS) Responder à questão com base nas informações e afirmativas que tratam da representação do espaço através da cartografia.

Os mapas não são representações completas da realidade; são simplificações do espaço geográfico. Sobre a elaboração de mapas, afirma-se:

I. O cartógrafo necessita realizar uma seleção prévia daquilo que irá mapear.
II. O mapa representa política e ideologicamente o seu idealizador.
III. Não existe uma projeção  mais correta para um mapa, e sim a que melhor atende aos interesses de quem o está construindo.
IV. A produção de símbolos cartográficos pode ser comparada à elaboração de um texto.

Estão corretas as afirmativas

a) I e III, apenas.
b) II e IV, apenas.
c) I, II e IV, apenas.
d) II, III e IV, apenas.
e) I, II, III e IV.

VESTIBULAR 2012
(UFPA)

Fonte: VERÍSSIMO, et all. Pólos Madeireiros do Estado do Pará. Belém, Imazon, 2002. A análise dos mapas apresentados em diferentes escalas permite identificar que
a) a redução da escala permite maior detalhamento das informações.
b) a escala utilizada na representação do mapa 1 é maior do que no mapa 2.
c) há preferência pelo uso da escala numérica em detrimento da escala gráfica.
d) a distância real entre as cidades é maior no mapa 2 do que no mapa 1, em função da escala utilizada.
e) os níveis de detalhes observados no mapa 2 resultam da utilização de uma escala maior do que a do mapa 1.

(UECE) Considere as afirmações a seguir no que concernem a mapeamento e a questões cartográficas:

I. Nas análises geográficas, a escala de mapeamento está relacionada com a dimensão da área estudada e com o nível de detalhamento que será utilizado.
II. Na geografia, a atual produção de cartografia temática depende da utilização de imagens de sensoriamento remoto e das técnicas de geoprocessamento.
III. Mapas planialtimétricos representam o relevo através das curvas de nível e expõem dados sobre a rede hidrográfica, a malha urbana e demais informações complementares.
IV. A longitude e a latitude correspondem às coordenadas geográficas, representando, respectivamente, o afastamento em graus dos paralelos e dos meridianos.

Está correto o que se afirma em
a) I, II, III e IV.
b) II e III apenas.
c) I e IV apenas.
d) I, II e III apenas.

(UECE) Rochas, relevo e solos são temas respectivos dos seguintes mapas:
a) pedológico, geomorfológico e geológico.
b) litológico, pedológico e geomorfológico.
c) geomorfológico, topográfico e fitoecológico.
d) geológico, geomorfológico e pedológico.

(UNICAMP) Abaixo é reproduzido um mapa-múndi na projeção de Mercator.

É possível afirmar que, nesta projeção,
a) os meridianos e paralelos não se cruzam formando ângulos de 90°, o que promove um aumento das massas continentais em latitudes elevadas.
b) os meridianos e paralelos se cruzam formando ângulos de 90°, o que distorce mais as porções terrestres próximas aos polos e menos as porções próximas ao equador.
c) não há distorções nas massas continentais e oceanos em nenhuma latitude, possibilitando o uso deste mapa para a navegação marítima até os dias atuais.
d) os meridianos e paralelos se cruzam formando ângulos perfeitos de 90°, o que possibilita a representação da Terra sem deformações.

(UFPB) Observe o mapa a seguir:

Considerando a localização dos pontos A, B, C, D e E, julgue os itens a seguir:
( ) O ponto A está localizado a 40° latitude norte e a 100° longitude oeste, praticamente, no centro dos Estados Unidos da América.
( ) O ponto C está localizado na linha do Equador e a 20° longitude leste, no continente africano.
( ) O ponto B está localizado a 10° longitude sul e a 40° latitude oeste, na região Nordeste do Brasil.
( ) O ponto D está localizado a 60° latitude norte e a 100° longitude leste, no continente asiático.
( ) O ponto E está localizado a 20° longitude sul e a 130° latitude leste, na Austrália.
Respostas: V - V - F - V - F.

(UECE) Rochas, relevo e solos são temas respectivos dos seguintes mapas:
a) pedológico, geomorfológico e geológico.
b) litológico, pedológico e geomorfológico.
c) geomorfológico, topográfico e fitoecológico.
d) geológico, geomorfológico e pedológico.

(UPE) A professora de Geografia de uma turma do terceiro ano do Ensino Médio entregou aos alunos o mapa esquemático reproduzido a seguir e perguntou-lhes o que ele estava representando. Das respostas obtidas, a CORRETA afirma que são curvas

a) de gradiente de pressão entre A e B.
b) batimétricas de uma ilha fluvial.
c) de nível.
d) isotérmicas das áreas insulares A e B.
e) do tipo isóbaras.

(IFPE) Um professor do Curso de Licenciatura em Geografia do Instituto Federal de Pernambuco  entregou aos seus alunos um mapa feito na escala 1:1.000.000 cuja distância em linha reta entre duas cidades é de 5 cm. O professor pergunta: qual a distância real, em km, entre as cidades?
a) 10
b) 20
c) 50
d) 500
e) 5.000

(PUC-MG) Em um trabalho de campo, em que o objeto era compreender a distribuição da vegetação de uma área florestal, alunos de Geografia produziram um cartograma com as seguintes informações:


A interpretação está INCORRETAMENTE expressa em:
a) A população vegetal da área é de 500 indivíduos.
b) A área total representada é de 5 km2.
c) A densidade da população é de 100 indivíduos por km2.
d) Os bambus representam 20% da população.

(UFRN) O Brasil sediará a Copa do Mundo em 2014 e, na cidade do Rio de Janeiro, serão disputados importantes jogos. Um torcedor que decidir permanecer na cidade do Rio de Janeiro visando a assistir aos jogos precisará de uma representação cartográfica que lhe permita localizar as principais vias de acesso ao estádio, como ruas e avenidas. Para atingir este objetivo, terá à sua disposição os dois tipos de representação cartográfica com escalas diferentes, mostrados a seguir:



FERRREIRA, Graça Maria Lemos. Moderno atlas geográfico. 4 ed. São Paulo: Moderna, 2003.[Adaptado]
Para que o torcedor possa se locomover na cidade com mais facilidade, o tipo de representação
cartográfica que melhor o orientará é o apresentado na
a) Figura 1, porque tem uma escala pequena, expressando uma área maior, com menor número de detalhes.
b) Figura 1, que possui uma escala grande, representando uma área menor, com maior grau de detalhamento.
c) Figura 2, que possui uma escala grande, representando uma área maior, com menor grau de detalhamento.
d) Figura 2, porque tem uma escala pequena, expressando uma área menor, com maior número de detalhes.

(UERJ) Como se ilustra no mapa, elaborado em 1886, a associação entre cartografia e arte era comum no século XIX. Essa prática, porém, cedeu espaço aos avanços técnicos.



http://mappery.com
a) Cite dois recursos tecnológicos, utilizados atualmente na confecção de mapas, que não estavam disponíveis para os cartógrafos do século XIX.
b) Em seguida, a partir da observação do mapa, explique por que o Império Britânico era denominado “O Império no qual o sol nunca se põe”.
Respostas:
a)
Dois dos recursos:
• fotografia aérea
• imagens de radar
• imagens de satélite
• computação gráfica
• sensoriamento remoto por satélite
• Sistema de Posicionamento Global (GPS)
b) Os países componentes do Império Britânico estavam distribuídos ao longo de várias longitudes dos hemisférios ocidental e oriental, por isso, a qualquer hora do dia, havia sempre um território posicionado na parte iluminada do planeta.

(UNESP) A Terra comporta-se como um imenso ímã, ou seja, tem magnetismo próprio. Observe as figuras, que são representações do campo magnético da Terra.
(Wilson Teixeira et al. Decifrando a Terra, 2009. Adaptado.)
A partir da observação das figuras e de seus conhecimentos,
pode-se afirmar que:




a) se buscamos as coordenadas geográficas do polo norte magnético para atingir o polo norte geográfico, o provável é que não cheguemos lá, porque a localização dos polos magnéticos da Terra não coincide com a dos polos geográficos.
b) o polo norte magnético encontra-se na costa norte do Alasca e o polo sul magnético na costa oeste da Antártida.
c) se buscarmos as coordenadas geográficas do polo sul magnético para atingir o polo sul geográfico, o provável é que alcancemos nosso intento, porque a localização dos polos magnéticos da Terra coincide com a dos polos geográficos.
d) o polo norte magnético encontra-se na Groenlândia, na América do Norte, e o polo sul geográfico na costa norte da Antártida.
e) o polo norte magnético encontra-se na costa norte do Canadá, no oceano Atlântico, portanto, junto à localização do polo norte geográfico.

(UNICAMP) Abaixo é reproduzido um mapa-múndi na projeção de Mercator.
(Adaptado de http://www.geog.ubc.ca/courses/geob370/notes/ georeferencing/Rect_CoordsLect.html.)


É possível afirmar que, nesta projeção,
a) os meridianos e paralelos não se cruzam formando ângulos de 90°, o que promove um aumento das massas continentais em latitudes elevadas.
b) os meridianos e paralelos se cruzam formando ângulos de 90°, o que distorce mais as porções terrestres próximas aos polos e menos as porções próximas ao equador.
c) não há distorções nas massas continentais e oceanos em nenhuma latitude, possibilitando o uso deste mapa para a navegação marítima até os dias atuais.
d) os meridianos e paralelos se cruzam formando ângulos perfeitos de 90°, o que possibilita a representação da Terra sem deformações.

(UERJ)


BILL, watterson. Calvin e Haroldo: Yukon ho! São Paulo: Conrad, 2008.
Na tirinha, Calvin e o tigre Haroldo usam um globo terrestre para orientar sua viagem da Califórnia, nos Estados Unidos, para o território do Yukon, no extremo norte do Canadá. Considerando as áreas de origem e destino da viagem pretendida, nota-se que o tigre comete um erro de interpretação no último quadrinho.
Esse erro mostra que Haroldo não sabe que o globo terrestre é elaborado com base no seguinte elemento da linguagem cartográfica:
a) escala pequena
b) projeção azimutal
c) técnica de anamorfose
d) convenção equidistante

(PUC)


Fonte: acervo cedido pela Justiça Federal para a Universidade de São Paulo.
Esse mapa foi executado por Giacomo Gastaldi, em 1556 e editado na República de Veneza no ano de 1565. Considerando seu conhecimento sobre o território brasileiro e o que está representado no mapa, é correto afirmar que
a) havia um bom conhecimento da fauna e da flora brasileiras, o que pode ser observado nas figuras desenhadas e na localização e distribuição dos animais e das formações vegetais.
b) não era certo representar indígenas e brancos em interação, trocando bens florestais na zona litorânea, pois esse tipo de relação ocorreu no interior, onde se situavam as florestas.
c) a representação correta do relevo e da hidrografia nas terras interiores revelava as ações de exploração do terreno, que estava preparando a ocupação das terras pelo colonizador.
d) os detalhes do litoral revelam um maior conhecimento dessa parte do território, enquanto o interior representado era mais fruto de imaginação do que de conhecimento.
e) o mapa representa, no limite do trecho conhecido (no poente), um vulcão em atividade, atualmente inativo.

VESTIBULAR 2011.
1- (UNICAMP simulado 2011)
A representação abaixo corresponde a uma porção de uma carta topográfica com desnível entre as curvas de nível de 20 metros.

Indique o sentido em que o rio corre e a margem de menor declividade: a) nordeste e margem esquerda.b) sudoeste e margem direita.c) sudoeste e margem esquerda.d) nordeste e margem direita.
2-
(UNIOESTE)
Em um mapa, a distância entre duas cidades e de 3,1cm. Sabendo-se que a escala do mapa e de 1: 500.000, assinale a alternativa que indica corretamente, em linha reta, a distância real (em km) entre as cidades.
.
a) 150 km. b) 15,5 km. c) 155 km. d) 155,5 km. e) 15,0 km. 3-(UECE)
Tratando-se de questões cartográficas, pode-se afirmar corretamente que:
a) os mapas altimétricos representam as variações topográficas e de altitudes através das curvas de nível. b) em uma escala numérica de 1: 500 000, cada centímetro no mapa equivale a 50 quilômetros na superfície real. c) paralelos e meridianos representam, respectivamente, as longitudes e latitudes. d) em uma escala numérica de 1: 250 000, cada centímetro no mapa equivale a 250 quilômetros na superfície real.
4-
(MACK)
A maneira como imaginamos o mundo será diferente em 2020. Agrupamentos geográficos tradicionais terão cada vez menos importância nas relações internacionais. Desde o final da Guerra Fria, os estudiosos vêm questionando a utilidade do conceito Oriente versus Ocidente.
O relatório da CIA: como será o mundo em 2020 . Diante de tantas análises e questionamentos geopolíticos de um mundo em permanente transformação, a cartografia continua, como há séculos, sendo essencial. Refletindo a respeito, identifique, dentre as alternativas, o tipo de Projeção Cartográfica que melhor evidencia os temas geopolíticos e regionais.
a) cilíndrica
b) cônicac) Mollmeided) Azimutal equidistantee) Holzel
a) Cilíndrica;
b) Cônica;c) Mollweide;
d) Azimutal Equidistante;
e) Holzel .
5- (UFLA)
Observe a relação abaixo:
Sobre a projeção apresentada, é INCORRETO afirmar que:
a) prioriza o tamanho relativo de cada área específica do planeta. b) pelo processo de construção, a projeção deve ser classificada como cilíndrica. c) é uma projeção que se preocupa basicamente com a forma. d) reproduz, mais precisamente, as regiões situadas em baixa latitude. 6-(CEFET-MG)
A questão refere-se às imagens abaixo.
Fonte: DUARTE, Paulo Araújo. Fundamentos de Cartografia. Florianópolis: Editora UFSC, 2002. Em relação às figuras, é correto afirmar que:
a) expressam tipos de projeções básicas da técnica cartográfica, das quais se derivam a maioria dos mapas conhecidos. b) apresentam uma construção complexa de modelagem matemática da Terra, transformando a parte plana em um mapa bidimensional. c) geram distorções lineares no cilindro, no cone e no plano, respectivamente, considerando determinadas propriedades geográficas. d) caracterizam-se pela propriedade de deformação das áreas representadas, mantendo uma relação constante com a superfície terrestre. e) demonstram um plano de referência geodésica representado pela base dos levantamentos horizontais e verticais de determinação altimétrica e planimétrica. 7-(UFRN)
O mapa é um instrumento de comunicação e de conhecimento que traz uma série de informações sobre a área representada, tornando-se uma ferramenta importante para o desenvolvimento de algumas atividades existentes na sociedade. Um exemplo dessas atividades que precisam de informações cartográficas para o seu funcionamento diário é a navegação aérea.
Observe os mapas do Brasil a seguir.
Para oferecer um serviço eficiente e seguro, a navegação aérea precisa considerar informações contidas no mapa :
a) do tipo 2, por representar dados sobre o clima que dizem respeito às características da atmosfera em um determinado momento.. b) do tipo 1, por demonstrar elementos vinculados ao clima que revelam o conjunto de variações do tempo no decurso de um longo período. c) do tipo 2, por evidenciar dados referentes ao tempo que mostram as condições momentâneas da atmosfera, portanto, sujeitas a variações. d) do tipo 1, por mostrar elementos vinculados ao tempo que apresentam as condições da atmosfera no decorrer de um longo período.8- (U.E.SANTA CRUZ) A partir da análise das ilustrações e dos conhecimentos sobre mapas, escalas e projeções cartográficas, pode-se afirmar:

a) Os mapas que mostram características específicas da realidade geográfica são chamados de mapas gerais. b) O mapa que utiliza uma escala pequena é o que apresenta mais detalhes da realidade geográfica representada. c) I representa a projeção de Mercator, a mais nova das projeções, criada no século XIX, e se caracteriza por deformar áreas de médias latitudes. d) II representa a projeção cilíndrica, em que a única coordenada que se apresenta em tamanho original é o Equador.. e) III representa a projeção cônica, a mais antiga das projeções e, por esse motivo, reflete a ideologia do eurocentrismo.9- (UNESP)
Esse é um recorte de parte da planta da cidade de São Paulo, onde foi traçado um segmento de reta A—B, com 0,11 m. A distância real entre esses dois pontos é de 1 760 m.

(Regina Vasconcellos; Ailton P. Alves Filho. Atlas Geográfico ilustrado e comentado, 1999. Adaptado. Partindo dessas informações, calcule a escala da planta utilizando a fórmula, onde: escala ou razão escolhida, sendo e = 1; U = unidades medidas no terreno; u = unidades que devem ser colocadas no papel para representar U. A escala da planta é:
a) 1: 16 000. b) 1: 10 500.. c) 1: 15 000. d) 1: 25 000.e) 1: 5 000.10- (UERJ)
Devido à dificuldade de representar o relevo terrestre sobre a superfície plana do mapa, os cartógrafos costumam empregar a técnica de mapeamento com curvas de nível. Observe a imagem a seguir, na qual esse recurso é utilizado.

STRAHLER, A. N. Geografía física. Barcelona: Omega, 1979.Identifique, por meio dos pontos cardeais, o sentido para o qual está correndo o rio principal e indique qual das três rotas assinaladas é a ideal para atingir o ponto D pelo caminho com menor declividade. Justifique suas respostas com base na interpretação das curvas de nível. Resposta: De leste para oeste. As cotas das curvas de nível indicam que as maiores altitudes estão na área leste, havendo decréscimo na direção oeste. Rota C para D. O maior espaçamento entre as curvas de nível na rota C para D indica que a declividade é menor, facilitando o deslocamento por esse caminho.
11-(UEPI)
Observe o mapa a seguir.

A parte escura do mapa corresponde do ponto de vista geográfico à (ao) a) área de influência do Nafta. b) área tectonicamente estável do Hemisfério Sul. c) região do Cinturão de Fogo. d) América Latina .
e) domínio dos países com IDH elevado.12- (FUVEST)
Observe o mapa abaixo, no qual estão representadas cidades africanas em que ocorreram jogos da seleção brasileira de futebol pouco antes e durante a Copa do Mundo de 2010.

As distâncias*, em linha reta e em km, entre Johannesburgo e as demais cidades localizadas no mapa, estão corretamente indicadas em:
Aternativa c.
13- (UEPI)
Os sistemas de projeção são indispensáveis para a elaboração de qualquer tipo de mapa. Com relação a esse assunto, observe o mapa a seguir e assinale o sistema de projeção correspondente.

a) Projeção Poligonal. b) Projeção Azimutal Equidistante Polar. c) Projeção Cilíndrica. d) Projeção Policônica. e) Projeção Ortogonal. VESTIBULAR 2010-

14- (FUVEST).
A personagem Mafalda, que está em Buenos Aires, olha o globo em que o Norte está para cima e afirma: “a gente está de cabeça pra baixo”. Quem olha para o céu noturno dessa posição geográfica não vê a estrela Polar, referência do polo astronômico Norte, e sim o Cruzeiro do Sul, referência do polo astronômico Sul. Se os polos do globo de Mafalda estivessem posicionados de acordo com os polos astronômicos, ou seja, o polo geográfico Sul apontando para o pólo astronômico Sul, seria correto afirmar que: a) o Norte do globo estaria para cima, o Sul para baixo e Mafalda estaria realmente de cabeça para baixo.
b) o Norte do globo estaria para cima e o Sul para baixo, mas Mafalda não estaria de cabeça para baixo por causa da gravidade. c) o Norte do globo estaria para cima, o Sul para baixo, e quem estaria de cabeça para baixo seriam os habitantes do hemisfério norte. d) o Sul do globo estaria para cima e o Norte para baixo, mas Mafalda estaria de cabeça para baixo por causa da gravidade. e) o Sul do globo estaria para cima, o Norte para baixo e Mafalda não teria razão em afirmar que está de cabeça para baixo.
15-(UFRO)
Sobre aspectos cartográficos, assinale a afirmativa correta.
a) As elevações do relevo são representadas por linhas isobáricas que ligam pontos ou cotas de igual altitude em intervalos iguais. b) O elemento que estabelece a relação ou a proporção entre a dimensão real de um lugar e sua representação no mapa é denominado escala. c) Uma escala pequena (1/2.000 ou 1/10.000) é utilizada para os mapas de áreas urbanas, uma escala grande (1/1.000.000 ou 1/50.000.000) para os de áreas de estados, países, continentes ou mesmo o mapa-múndi. d) Os mapas temáticos tratam de temas específicos como relevo, clima, solo, hidrografia, sem abordar temas econômicos, políticos e sociais. e) Uma escala gráfica é representada sob a forma de uma razão (1:50.000) ou de uma proporção (1/50.000), uma numérica se expressa por meio de uma linha reta graduada.16- (UFC)
Em um mapa de escala 1:100.000, um rio está representado da nascente até a foz por 5 cm. Qual é o seu comprimento real em km?

a) 500 km b) 50 km c) 15 km
d) 5 km e) 1 km17- (UFG)
Observe dois tipos de projeções cartográficas aplicadas aos mapas.
Projeção conforme de Mercator
Projeção equivalente de Peters
As projeções cartográficas cilíndricas permitem mostrar a esfera terrestre com alguns tipos de distorções geométricas, que afetam as aparências das áreas e das formas continentais. Os mapas apresentados foram elaborados de acordo com as projeções de Mercator e de Peters. A partir destas projeções, analise os dois mapas quanto: a) à manutenção ou alteração das áreas dos continentes; b) às distorções maiores ou menores nas representações das formas dos continentes em baixas, médias e altas latitudes.
Resolução: a) Na projeção de Mercator, há alteração das áreas. No Equador há pequenas distorções; nas proximidades dos polos as distorções aumentam. Na projeção de Peters, as proporções das áreas continentais são mantidas em quaisquer latitudes. b) Na projeção de Mercator, as formas dos continentes são menos distorcidas nas baixas latitudes e as deformações aumentam nas médias e nas altas latitudes, com maior afastamento para o norte e para o sul, a partir do Equador. Na projeção de Peters, as formas são mais alteradas, pois há alongamentos norte-sul nos contornos dos continentes nas baixas latitudes, enquanto nas médias e altas latitudes há um achatamento longitudinal desses contornos.18- (FUVEST)
Sempre deixamos marcas no meio ambiente. Para medir essas marcas, William Rees propôs um(a) indicador/estimativa chamado(a) de “Pegada Ecológica”. Segundo a Organização WWF, esse índice calcula a superfície exigida para sustentar um gênero de vida específico. Mostra até que ponto a nossa forma de viver está de acordo com a capacidade do planeta de oferecer e renovar seus recursos naturais e também de absorver os resíduos que geramos. Assim, por exemplo, países de alto consumo e grande produção de lixo, bem como países mais industrializados e com alta emissão de CO2, apresentam maior Pegada Ecológica.
www.wwf.org.br. Acessado em 17/08/09. Adaptado. Assinale a anamorfose que melhor representa a atual Pegada Ecológica dos diferentes países. Nota – Considere apenas os tamanhos e as deformações dos países, que são proporcionais à informação representada. Fontes: www.worldmapper.org. Acessado em 17/08/2009. Le Monde Diplomatique, 2009
a)
b)c)d)e)
19-(PUCRS)
Se tomássemos como base o desenho de um prédio em que X mede 12 metros e Y mede 24 metros, e fizéssemos um mapa da sua fachada reduzindo-a em 60 vezes, qual seria a escala numérica desta representação?

a) 1: 60
b) 1: 120
c) 1: 10 d) 1: 60.000
e) 1: 10020- (UNESP)
Observe os mapas.

Mercator

Peters

A respeito destas projeções cartográficas é correto afirmar que: a) na projeção de Mercator, os meridianos e os paralelos são linhas retas, que se cortam em ângulos retos, provocando distorções mais acentuadas nas áreas continentais de baixas latitudes.
b) a de Peters é frequentemente apontada como uma projeção que expressa o poderio do Norte sobre o Sul, visto que superdimensiona as terras do Norte.
c) a de Peters é muito útil na navegação, pois respeita as distâncias e os ângulos, embora não faça o mesmo com o tamanho das superfícies. d) a projeção de Mercator é, comumente, utilizada em cartas topográficas e, no Brasil, é adotada como base do sistema cartográfico nacional. e) a projeção de Peters utiliza a técnica de anamorfose, o que explica o alongamento dos continentes no sentido Norte–Sul, mantendo a fidelidade à proporção de áreas.
21-
(UNESP)
Compare o mapa que representa os maiores países do mundo em área com o mapa Anamórfico da população absoluta de cada país.
Área
População Absoluta

A partir da comparação, pode-se afirmar que os principais países que possuem as menores densidades demográficas são: a) Rússia, Canadá e Austrália. b) China, Índia e Canadá. c) Estados Unidos, China e Austrália. d) Argentina, Brasil e Índia.
e) Estados Unidos, Índia e Brasil.22- (UEG)
No mapa do município de Anicuns, as distâncias em linha reta entre a sede do município e Choupana e entre Anicuns e Capelinha são, respectivamente, de 5,0 cm e 4,5 cm. Já a distância entre Choupana e Capelinha corresponde a 6,5 cm. Sabendo-se que a escala do mapa é de 1: 400.000, a distância real entre as localidades é de aproximadamente:
a) 18 km, 20 km e 26 km
b) 20 km, 18 km e 26 km c) 20 km, 26 km e 18 km
d) 26 km, 18 km e 20 km
23- (UFRGS)
Um geógrafo precisa representar uma porção da superfície terrestre de 10 km de largura por 20 km de comprimento numa folha de papel de 22 cm por 44 cm.
Qual escala permite representar de forma adequada e legível essa superfície numa folha dessas dimensões?
a) 1:10.000.b) 1:25.000.c) 1:50.000.d) 1:250.000.e) 1:500.000.
24-
(PUCRIO)
A partir de uma nova Constituição, promulgada em 1997, a África do Sul vem passando por profundas mudanças. O país viveu décadas sob o regime do Apartheid, o qual pode ser revelado no mapa a seguir pela presença dos bantustões destinados, segundo essa ideologia, a conceder um país a
cada etnia. A representação cartográfica apresentada indica que os mapas são:
a) cópias fiéis da realidade, informando sobre processos e fenômenos com precisão. b) transcrições de fotografias aéreas, reproduzindo o espaço revelado nas imagens. c) reproduções da realidade, apresentando isenção de influências ideológicas ou políticas. d) abstrações da realidade, podendo revelar as ideologias de um grupo ou de uma época.
e) documentos oficiais, fornecendo informações detalhadas sobre o governo.25-(UEL)
O mapa a seguir representa a região metropolitana de São Paulo ligada aos municípos de seu entorno, sendo esse mosaico de cidades formado por um grande emaranhado de elementos naturais e antrópicos. Com base no mapa, responda a questão.
Indique a alternativa que apresenta somente os elementos antrópicos representados no mapa. a) Cidades grandes, região metropolitana, rodovias, malha urbana, represas, serra da Cantareira, partes mais elevadas do relevo, rios, aeroporto, estradas de ferro, rodovias. b) Serra da Cantareira, partes mais elevadas do relevo, rios, aeroporto, estradas de ferro, rodovias federais, rodovias estaduais.
c) Cidades grandes, região metropolitana, rodovias, malha urbana, represas, serra da Cantareira, partes mais elevadas do relevo, rios. d) Cidades grandes, região metropolitana, rodovias, malha urbana, represas, aeroporto, estradas de ferro, rodovias federais, rodovias estaduais.
e) Cidade, região, metrópole, rodovia, represa, Serra da Cantareira, parte mais elevada do relevo, rio, aeroporto, estrada de ferro, rodovia federal, rodovia estadual.26- (UEL)
Observe o mapa:
Assinale a alternativa que explica corretamente o tipo de mapa apresentado.
a) Mapa hipsométrico porque representa as áreas de maiores altitudes nas quais se concentra a população brasileira. b) Mapa de densidade demográfica porque representa áreas de maior e menor concentração populacional. c) Mapa altimétrico porque as áreas claras representam áreas de baixa densidade populacional. d) Mapa geomorfológico porque as classes da legenda representam áreas mais elevadas, mais escuras e áreas mais baixas em tons mais claros, com alta densidade populacional.
e) Mapa de ocorrência urbana porque mostra a concentração populacional nas cidades brasileiras por número de habitantes.27- (UEMG)
Analise as informações e as ilustrações seguintes:

“A transferência de uma imagem da superfície curva da esfera terrestre para o plano da carta sempre produz deformações, isoladas ou conjuntas, de várias naturezas: na forma, em área, em distâncias e em ângulo. As projeções cartográficas foram desenvolvidas para tentar oferecer uma solução conveniente para essas dicotomias”. BOCHICCHIO,Vincenzo Raffaele. Atlas Mundo Atual. Ed. Atual. 2003. Considere os conceitos, a seguir, que relacionam as informações do texto com as ilustrações 1, 2 e 3, acima. Depois, assinale a alternativa que aponta a sequência correta dessa relação. ( ) os meridianos convergem para os pólos e os paralelos são arcos concêntricos situados a igual distância uns dos outros.
( ) a projeção deforma as superfícies nas altas latitudes, mantendo as baixas latitudes em forma e dimensão mais próximas do real.
( ) a construção se organiza em volta de um ponto central chamado “centro de projeção”.
Está CORRETA a relação sequencial indicada em: a) 1 – 2 – 3 b) 2 – 3 – 1
c) 3 – 1 – 2 d) 3 – 2 – 1
28-
(UEL)
Assinale a alternativa que corretamente caracteriza o fenômeno urbano que o mapa aponta.
a) Região urbana global – há formação de grandes redes de centros urbanos, muito acentuada na quantidade de população, aumentando em demasia o número de grandes cidades numa mesma região. b) Conurbação – há crescimento de cidades vizinhas que acabam por formar um único aglomerado urbano. c) Megalópoles – centro econômico do Brasil, de enorme concentração de população, bastante U urbanizado e industrializado. d) Tecnopolo – há cidades desprovidas de infraestrutura e planejamento, com acentuada marginalização, criminalidade e violência, presença de submoradias, índices elevados de desemprego e doenças e) Macrocefalia urbana – região de alta densidade demográfica (maior que a do Brasil) e renda per capita superior à nacional, grande centro financeiro, sede de grandes corporações e base de complexas redes de serviços modernos.
29-(UFAL)
Observe atentamente a figura a seguir. Trata-se de um esboço de curvas de nível.
Assinale qual a forma de relevo que mais se aproxima do que está representado pelas curvas de nível no trecho XY.
a)


b)c)d)e)
30-(UEM)
O mapa é uma das mais antigas formas gráficas de comunicação. Sobre os mapas e as tecnologias aplicadas à Cartografia, assinale o que for correto.

01) O Sensoriamento Remoto reúne uma série de técnicas empregadas pela Cartografia para a elaboração de mapas. Isso só foi possível a partir do lançamento de satélites em órbita da Terra e da obtenção das suas imagens. 02) Nos mapas topográficos, é possível localizar os fenômenos geográficos de forma precisa na sua dimensão horizontal (planimétrica), mas faltam as informações necessárias sobre a dimensão vertical (altimétrica). 04) O SIG (Sistema de Informação Geográfica) possibilita coletar, armazenar, processar, correlacionar e analisar múltiplas informações sobre um determinado espaço geográfico, gerando uma variedade de mapas e gráficos.
8) A anamorfose geográfica é um tipo particular de mapa, em que as áreas dos países ou estados, por exemplo, são apresentadas em tamanhos proporcionais ao do fenômeno representado, não havendo fidelidade na forma e na escala dessas áreas.
16) Os mapas temáticos representam informações sobre determinado tema ou fenômeno do espaço geográfico que dizem respeito aos aspectos naturais (geologia, relevo, clima etc.), enquanto que aqueles que representam os aspectos sociais não são temáticos, sendo classificados como mapas políticos.
Resposta: 12 (04+08)
31- (PUCRS)

I. O mapa representa uma projeção cilíndrica e equivalente feita por Peters, privilegiando os países do hemisfério sul, pois os coloca em evidência, com um olhar cartográfico realizado pelo sul. II. Este mapa, apesar de estar desenhado pelo ponto de vista do hemisfério sul, continua mantendo o Brasil a oeste da África e o Uruguai ao sul do Brasil. III. Nos cálculos de escalas realizadas sobre o mapa, um centímetro no mapa corresponde à mesma proporção no espaço real, tanto no Brasil como na Groenlândia.
IV. Os paralelos e meridianos mantêm em toda a representação um ângulo de 90o, sendo que o meridiano de Greenwich e o paralelo do Equador são deslocados do centro astronômico do mapaEstá/Estão correta(s) somente a(s) afirmativa(s): a) II. b) I e III. c) II e IV.
d) I, II e III.
e) I, III e IV. VESTIBULAR 2009

32- (UFSCAR)
A figura é uma proposta de representação cartográfica, defendida pelo administrador de empresas Stephen Kanitz.

(Um mapa verdadeiramente brasileiro. Disponível em: www.kanitz.com.br/Brasilmapa.htm. Acessado em 28.07.2008.)
Pode-se afirmar que ela se fundamenta numa projeção cartográfica: a) viável, pois embora invertida, não incorre em deformações na representação da superfície da Terra. b) impossível, pois omite as nações mais ricas do globo, que detêm o poder político, econômico e militar.
c) correta, pois se utiliza da projeção cilíndrica de Peters para dar ênfase ao hemisfério meridional.
d) possível, mostrando que a escolha dos referenciais cartográficos tem componentes político-ideológicos. e) incorreta, pois não respeita as normas básicas da projeção de Mercator, a mais correta das projeções.33- (UCS-RS)
Os mapas representam as superfícies terrestres. A fim de que se possa visualizá-las numa
folha de papel ou na tela de um computador, usamos escalas. Uma escala constitui a relação de redução entre as dimensões apresentadas no mapa e seus valores reais correspondentes no terreno representado. Considere que, em uma planta urbana, a distância entre dois bairros é representada por 20 cm. Sabe-se que a distância real em linha reta entre eles é de 4 km.
Com base nessas informações,
pode-se deduzir que a escala neste caso corresponde a a) 1: 5. b) 1: 80. c) 1: 2 000. d) 1: 20 000.
e) 1: 8 000 000.
34- (UFAC)
O campus da UFAC em Rio Branco dista, aproximadamente 630 km do campus de Cruzeiro do Sul. No mapa do Acre essa distância em linha reta é de 9 cm. A escala do mapa é de:
a) 1: 9.000.000 b) 1: 6.300.000 c) 1: 630.000
d) 1: 900.000 e) 1: 7.000.000
35- (UESPI)
Todo mapa é confeccionado num determinado sistema de projeção. Observe o mapa a seguir e assinale o tipo de projeção em que foi desenhado.
a) Cônica
b) Cilíndrica c) Policônica d) Circular
e) Esférica
36- (UFJF)
Observe as imagens e o mapa a seguir. Eles representam a mesma área.

PHILLIPSON, Olly. Atlas geográfico mundial. Curitiba – PR: Editora Fundamento Educacional, 2007. As imagens de satélite são uma importante fonte de informação para a elaboração de mapas e compõem uma área da cartografia chamada:
a) altimetria computacional. b) cartografia digital. c) levantamento topográfico.
d) modelo 3D do terreno.
e) sensoriamento remoto.
37-
(UFOP)
Um mapa pode ser definido como uma representação reduzida, simplificada, convencional e planar da superfície terrestre ou de regiões subterrâneas que lhe estão muito próximas.
Sobre os elementos de um mapa e suas características, assinale a afirmativa incorreta. a) Os mapas apresentam uma riqueza de detalhes diretamente proporcional à escala utilizada, de modo que, quanto maior for a escala, maior será a riqueza de detalhes apresentada.
b) Os mapas são representações planares, pois os elementos da superfície terrestre que neles figuram são representados pela sua projeção em uma superfície plana.
c) Os mapas são representações amplificadas da superfície terrestre, pois neles todas as suas características são representadas e descritas. d) Os mapas são usualmente representações reduzidas dos segmentos apresentados na superfície terrestre.
38- (FUVEST)

Considere os exemplos das figuras e analise as frases abaixo, relativas às imagens de satélite e às fotografias aéreas.I. Um dos usos das imagens de satélites refere-se à confecção de mapas temáticos de escala pequena, enquanto as fotografias aéreas servem de base à confecção de cartas topográficas de escala grande.
II. Embora os produtos de sensoriamento remoto estejam, hoje, disseminados pelo mundo, nem todos eles são disponibilizados para uso civil. III. Pelo fato de poderem ser obtidas com intervalos regulares de tempo, dentre outras características, as imagens de satélite constituem-se em ferramentas de monitoramento ambiental e instrumental geopolítico valioso. Está correto o que se afirma em: a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) II e III, apenas. d) I e III, apenas. e) I, II e III.
39-
(UNIFEI)
Em um mapa no qual a escala é de 1: 100 000, a distância em linha reta entre duas cidades é de 8 cm. Qual a distância real entre essas cidades?
a) 8 km
b) 80 km
c) 800 km
d) 8000 km
40- (UFRPE)
Foram entregues a um grupo de alunos de uma Faculdade cinco mapas temáticos, em projeção cilíndrica, para servirem como material de apoio didático a um estudo populacional e socioambiental de uma determinada região brasileira.
Assinale a escala do mapa que apresenta condições de fornecer uma maior riqueza de detalhes.
a) 1: 1.000.000 b) 1: 100.000 c) 1: 600.000 d) 1: 500.000 e) 1: 250.000. VESTIBULAR 2008

41- (UFCE)
A tabela a seguir apresenta o número de habitantes das capitais estaduais da Região Norte do Brasil.


Os dados da tabela podem ser representados em um mapa temático, instrumento utilizado em estudos comparativos para representar fenômenos que diferem em quantidade. A legenda desse mapa necessita de uma representação pontual por formas geométricas.
Assinale a alternativa que indica a representação gráfica correta dos dados da tabela.
a) Formas geométricas diferentes, de tamanhos diferentes para cada capital. b) Formas geométricas diferentes, de tamanhos iguais para todas as capitais.
c) Formas geométricas iguais para capitais com mais de 1.000.000 de habitantes e diferentes para as demais.
d) Formas geométricas iguais, de tamanhos diferentes, a de maior tamanho representando Belém e a de menor, Palmas. e) Formas geométricas iguais, de tamanhos diferentes, a de maior tamanho representando Manaus e a de menor, Palmas.
42-
(FA7)
Entre os elementos básicos das representações cartográficas estão as coordenadas geográficas, que:
a) são símbolos utilizados exclusivamente na confecção de mapas e cartas climáticas. b) são sinais aplicados na delimitação de cotas altimétricas e batimétricas do relevo.c) são referências gráficas que indicam áreas de mesma temperatura no globo terrestre. d) servem para relacionar a distância real com a distância gráfica expressa nos mapas.
e) servem para identificar zonas climáticas diferentes e constituem um sistema de orientação.43- (UFSCAR) Durante os anos 1970, esse mapa era visto como uma reação simbólica dos países subdesenvolvidos – o Sul geoeconômico – contra a cartografia tradicional, em especial a projeção de Mercator, que mostra o norte “acima” do sul e a Europa no centro. Mas essa idéia logo foi abandonada por falta de consistência. Analise as seguintes afirmativas sobre essa questão:
I. A projeção de Peters mostra a proporção exata de cada área sem distorcer os seus formatos.
II. O impacto político-ideológico de se colocar o sul “acima” do norte é diminuído ou anulado pelo fato de que a imensa maioria dos países está no hemisfério norte, sendo o sul mais oceânico. III. Tanto faz colocar o norte ou o sul na parte de cima do mapa, pois a posição mais correta para analisar um mapa é na horizontal, estando ele sobre uma mesa. IV. A projeção de Peters é melhor para a navegação do que a de Mercator. As afirmativas corretas são:a) I e II. b) II e III. c) III e IV. d) I e IV. e) II e IV.44- (FATEC)
Analise as representações cartográficas.

Estas representações são anamorfoses geográficas. Uma anamorfose geográfica representa a superfície dos países em áreas proporcionais a uma determinada quantidade. As anamorfoses acima representam, respectivamente: a) Número de turistas recebidos e Produto Nacional Bruto.
b) Produto Nacional Bruto e População. c) População e Número de turistas recebidos.
d) População ativa na agricultura e Produto Nacional Bruto. e) População e População ativa na agricultura.45- (FATEC)
O uso das representações cartográficas está diretamente ligado à necessidade do usuário. Essa necessidade faz com que seja necessário um maior ou menor detalhamento, definido pela escala dos mapas.
Considere os seguintes usuários:
A – um turista em uma grande cidade; B – um comerciante viajando pelo estado de São Paulo; C – um analista das áreas de plantação de soja no Brasil.
Os mapas com as escalas mais adequadas que poderão ser utilizadas são: Resposta: d
46- (UFT)
Analise a figura abaixo
Figura: Mapa do Brasil em diferentes escalas.
Fonte: COELHO, Marcos de Amorin. Geografia Geral: O espaço natural e socioeconômico. São Paulo: Moderna, 1992. p. 302
Tomando-se como base a figura que mostra o Brasil em três escalas diferentes, é INCORRETO afirmar que: a) Quanto menor for a escala, maior é o tamanho do mapa e conseqüentemente maior é a riqueza de detalhes. b) Quanto maior for a escala, maior é o tamanho do mapa e conseqüentemente maior riqueza de detalhes. c) Quanto menor for a escala, menor o tamanho do mapa e consequentemente menor é a riqueza de detalhes. d) Quanto maior a escala melhor é a observação dos detalhes.47- (UFPI)
Considerando que o mapa é um meio de informação, analise as proposições a seguir:
I. Em uma luta armada, a interpretação de um mapa pode indicar o caminho a seguir ou o melhor lugar para se esconder, no caso de uma batalha perdida. II. O mapa permite conhecer melhor o espaço, um lugar ou uma região, orientando na organização de roteiros de viagens. III. São elementos indispensáveis para a elaboração/compreensão dos mapas: escala, orientação, coordenadas geográficas e legenda. IV. O mapa é importante somente para estruturar diferentes formas de orientação dos espaços.
Está correto o que se afirma em: a) I e II b) I e III c) I, II e III
d) II e IV
e) I e IV
48- (UFMA)
Com base na figura abaixo, identifique as feições topográficas orientadas pelas direções cardeais e colaterais.

a) Terreno íngreme ao nordeste e aplainados a oeste e a leste. b) Terreno aplainado ao noroeste e íngreme ao sudoeste e leste. c) Terreno íngreme ao oeste e leste e aplainado ao norte. d) Terreno aplainado ao norte e íngreme ao noroeste e sudeste
e) Terreno íngreme ao sudeste e sudoeste e aplainado ao nordeste
49-(UFG)
Para atingir o objetivo de ler e interpretar mapas, o leitor necessita de identificar e analisar os elementos de representação cartográfica. Dentre esses, a escala cumpre um papel importante, visto que é a partir dela que se tem
a) a localização de um fenômeno na superfície terrestre. b) a apresentação da superfície esférica no plano. c) os diferentes fusos horários no globo.
d) a identificação dos diferentes hemisférios terrestres.
e) o nível de detalhe das informações representadas.50- (FALM)
Os mapas são representação dos aspectos geográficos de extensões da superfície terrestre. Para a sua construção e interpretação são necessários diversos elementos.
Relacione esses elementos com o seu conceito e assinale a alternativa em que aparece a ordem CORRETA:
I. LATITUDE
II. LONGITUDE
III. ALTITUDE IV. ESCALA ( ) Distância vertical de um ponto na superfície da Terra até uma superfície de referência, geralmente o nível dos mares. ( ) Ângulo medido entre o plano do meridiano de referência, Greenwich, e o plano meridiano que passa por um ponto qualquer sobre uma superfície elipsoidal de referência, variando de 0º a 180º no sentido positivo para leste e negativo para oeste do meridiano de origem. ( ) Relação entre as dimensões dos elementos representados em um mapa, carta ou planta e as suas correspondentes dimensões na superfície terrestre. ( ) Ângulo medido entre o plano do Equador e a normal a um ponto qualquer sobre a superfície elipsoidal de referência, variando de 0º a 90º com sinal positivo no hemisfério norte e negativo no hemisfério sul. a) II, III, I, IV
b) III, II, IV, I
c) III, I, IV, II
d) IV, II, III, I e) IV, III, II, I
51- (UFLA)
Assinale a alternativa que apresenta a interpretação CORRETA do mapa abaixo.

a) A região de maior altitude do mapa localiza-se no quadrante C1. b) Os quadrantes A1 e B4 possuem terrenos de elevada declividade. c) O quadrante D2 possui maior altitude, ao ser comparado com o quadrante B3. d) O quadrante C3 pode ser caracterizado como um vale.52- (UFVJM)
Observe estas figuras.
Considerando que essas figuras representam áreas em diferentes escalas, pode-se dizer que a) todas as áreas são iguais, pois o que varia é o nível de detalhamento das informações. b) a área maior corresponde ao quadro B, pois o excesso de informação deforma as figuras.
c) a área maior corresponde ao quadro A, que apresenta a maior generalização de informação. d) área maior corresponde ao quadro D, que mostra um maior número de detalhes
53-
(UNISC)
Considere quatro municípios W, X, Y e Z, cujas áreas, representadas nas escalas abaixo, têm, respectivamente, 440cm2, 100cm2, 320cm2 e 500cm2.
Sabendo-se que a população de cada um é de 25.000 habitantes, qual desses municípios tem a maior densidade demográfica?
a) W b) X
c) Y d) Z
e) A densidade demográfica é a mesma em todas as alternativas.
54- (UNIFEI)
Em um mapa rodoviário de escala não definida, a distância entre duas cidades é de 10 cm. Considerando que a distância real entre ambas é 150 km, a escala do mapa é de:
a) 1: 150.000 b) 1: 15.000 c) 1: 1.500.000 d) 1: 1.500
55- (UNIVALE)
Em um mapa de escala 1: 3.000.000, quantos centímetros serão necessários para representar uma reta de 150 km reais? Assinale:

a) 20 b) 2
c) 50 d) 5 e) 0,256- (INIMONTES)
Observe a figura.
Fonte: Moreira; Sene, 2004. A partir da projeção dos meridianos e paralelos geográficos, a forma cartográfica representada na figura é construída em: a) um cilindro tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o cilindro num plano. b) uma esfera tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o globo num plano. c) um cone tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o cone num plano.
d) qualquer ponto da superfície de referência por um pedaço de papel num plano. Leia o texto e responda as 2 questões subseqüentes. O conceito da Cartografia, hoje aceito, sem maiores contestações, foi estabelecido em 1966 pela Associação Cartográfica Internacional (ACI), e, posteriormente, ratificado pela UNESCO, no mesmo ano: “A Cartografia apresenta-se como o conjunto de estudos e operações científicas, técnicas e artísticas que, tendo por base os resultados de observações diretas ou da análise de documentação, se voltam para a elaboração de mapas, cartas e outras formas de expressão ou representação de objetos, elementos, fenômenos e ambientes físicos e socioeconômicos, bem como a sua utilização.” Noções básicas de Cartografia. Disponível em: Acesso em 16/09/2007.57- (FRB)
A partir da análise do texto e dos conhecimentos sobre cartografia, pode-se afirmar:

a) A inexistência do comércio marítimo, na Antiguidade Clássica, impediu o desenvolvimento de conhecimentos náuticos e da cartografia. b) A produção agrícola de base escravocrata, nas sociedades clássicas, dificultou o conhecimento, pelos europeus, de terras fora do ocidente. c) O pensamento teocêntrico medieval se tornou um obstáculo para a elaboração de mapas, cartas e outras formas de expressão ou representação de objetos. d) A religiosidade do mundo muçulmano, durante a Idade Média, coibiu o desenvolvimento científico e a expansão comercial do mundo muçulmano. e) O Renascimento desenvolveu o pensamento racionalista e representou o mundo conhecido pelos europeus através de uma perspectiva europocêntrica. 58-(FRB)
Sobre a cartografia e a sua importância na atualidade, é correto afirmar:

a) A Terra, devido ao seu formato, pode ser representada em folha de papel (mapa) sem apresentar distorções. b) A curva de nível constitui uma linha imaginária do terreno, em que todos os pontos de referida linha têm a mesma altitude.
c) Os meridianos são círculos máximos que, em conseqüência, cortam a Terra em duas partes iguais de pólo a pólo, sendo o Equador seu ponto de origem. d) A projeção de Mercator, a mais utilizada, é aquela que contempla os países de uma forma mais aproximada da realidade. e) A projeção de Peters, entrou em desuso, porque, entre todas as projeções, é a que apresenta mais distorções nas áreas representadas. VESTIBULAR 200759- (UFOP)
Recentemente foi anunciada, em um canal de TV aberta, a venda de um software, para ser instalado em aparelhos celulares, que, por meio de mapas digitais e de informações fornecidas pelo usuário, traçava um roteiro de deslocamento, facilitando a locomoção nas cidades onde os mapas digitais estavam disponíveis. Esse fato mostra um uso de mapas no nosso dia-a-dia.
Com relação à relevância dos mapas para nos auxiliar na compreensão das transformações espaciais, assinale a afirmativa incorrreta: a) Mapas digitais, cartas topográficas e croquis são usados pelo homem há vários séculos, auxiliando em grandes conquistas espaciais e em práticas cotidianas. b) O uso de tecnologia como a imagem de satélite é importante na elaboração de mapas e no monitoramento de fenômenos naturais e de degradação ambiental.
c) O mapa é um instrumento importante para a nossa compreensão e apreensão do espaço, facilitando a localização de elementos do espaço e auxiliando no deslocamento em áreas desconhecidas. d) Atualmente, com o uso de tecnologia, é possível elaborar mapas mais precisos e de forma mais rápida, contribuindo para a compreensão da dinâmica das transformações espaciais.60- (UNIOESTE)
Pensando que a visão que se tem do planeta desde o espaço cósmico é a de um globo perfeito, avalie os seus conhecimentos cartográficos e assinale a alternativa INCORRETA:
a) Mapas são representações geométricas planas, simplificadas e convencionais, do todo ou de uma parte da superfície terrestre, numa relação de similaridade convencional denominada escala. b) Para obter as coordenadas geográficas de um ponto qualquer de um determinado mapa, é necessário achar o valor do paralelo e do meridiano que passam por este ponto, ou seja, sua latitude e sua longitude. c) Como as projeções cartográficas permitem representar a superfície esférica da Terra, é possível dizer que, dependendo do tipo de projeção adotada, o mapa resultante apresentará diferentes distorções d) A proximidade de duas ou mais curvas de nível indica que o terreno é íngreme. e) No movimento aparente que o Sol executa de oeste para leste, ele passa sobre cada meridiano da Terra uma vez por dia.61- (UNIOESTE)
As coordenadas geográficas são definidas como um conjunto de linhas imaginárias criadas para determinar, com exatidão, qualquer ponto da superfície terrestre. Sobre o assunto, assinale a alternativa INCORRETA:
a) Os meridianos são linhas imaginárias que dão a volta na Terra de pólo a pólo. b) Curvas de nível são linhas imaginárias projetadas para unir os pontos de igual latitude. c) O Equador é considerado o paralelo zero e a distância em graus que vai do Equador aos pólos é chamada de latitude, portanto, a latitude só pode ser norte ou sul. d) O Equador divide o globo em hemisfério norte, setentrional ou boreal e hemisfério sul, meridional ou austral. e) A latitude varia de 00 a 90º tanto para norte como para sul, a partir do Equador.62- (UFJF)
Observe os mapas:


Essas representações cartográficas
a) são mapas geofísicos. b) são mapas econômicos. c) mostram a hierarquia urbana. d) possuem escalas diferentes.
e) representam áreas iguais.
63- (UFG)
Observe as figuras a seguir.

As figuras acima apresentam dois tipos de representação do relevo. A análise dessa representação orienta o uso e a ocupação do espaço. Tendo-as como referência, a) identifique o tipo de representação do relevo utilizado em cada uma das figuras; b) identifique, entre as áreas A, B e C destacadas nas figuras, a área propícia à realização da agricultura mecanizada e explique por que essa área é a mais adequada para essa atividade e como esse aspecto pode ser observado nas figuras apresentadas. Resposta: a) Figura 1 – Carta Topográfica Figura 2 – Perfil Topográfico b) A área propícia à realização da agricultura mecanizada é a área C, pois o relevo é mais plano que as demais. Este aspecto é observado mediante a maior distância entre as curvas de nível (carta topográfica) e a menor declividade (perfil topográfico) A menor declividade da área C facilita o deslocamento e o manejo das máquinas agrícolas.
64- (UFT)
Analise esta anamorfose:
FONTE: IBGE. Contas Regionais do Brasil 1998-2001. Disponível em www.ibge.gov.br (Adaptado) A partir dessa análise e considerando-se outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que essa anamorfose possibilita comprovar-se que: a) a concentração geográfica da riqueza no espaço nacional se expressa muito claramente. b) a parcela mais considerável das estruturas produtivas do País está concentrada no Sudeste. c) o PIB é diretamente proporcional à dimensão territorial ocupada pelas Unidades da Federação. d) o PIB paulista é maior que o conjunto do PIB da região a que o Estado do Tocantins se integra.65- (UFPI)
Sobre a representação cartográfica:

( ) Em um mapa na escala de 1: 2.000 000, a distância de 50km entre duas cidades nele representadas será de 2,5 cm. ( ) Os dados sobre a pluviometria de um lugar são a base para a confecção de mapas político- administrativos.
( ) As isoietas são utilizadas na representação da altimetria e da batimetria dos diferentes lugares da Terra.
( ) Graças ao sistema de coordenadas geográficas é possível posicionar corretamente os diferentes lugares da Terra nos mapas. Resposta: VFFV66- (Pucrs)
Um cartógrafo, ao mapear um alinhamento montanhoso, precisou calcular a representação numa escala de 1: 12.500.000. Observando outro mapa do mesmo local, percebeu que o alinhamento estava reduzido a 1,5 na escala de 1: 10.000.000. Qual será a representação no mapa
desse alinhamento na escala de 1: 12.500.000, em cm? a) 1,2
b) 1,5 c) 1,8 d) 12 e) 18
67-(UFAM)
Lei as afirmativas que seguem e assinale a correta:
a) A escala numérica é representada por uma linha reta dividida em partes iguais. b) A escala 1: 50.000 é maior que a escala de 1: 250.000.
c) Na escala de 1: 500.000, a área representada foi reduzida 50 mil vezes. d) As escalas podem ser numéricas ou geográficas.
e) Na escala de 1: 100.000, 1 cm no mapa vale 100 km no terreno.
68-
(UFPI)
Acerca das representações cartográficas do território brasileiro, assinale a alternativa correta.
a) Tomando como referência o Meridiano de Greenwich, os fusos horários dividem o mapa do território brasileiro em dois. b) A representação da Amazônia em projeção cilíndrica apresenta grande deformação por esta região situar-se em baixa latitude. c) Para representar ruas das cidades brasileiras, planejadores e cartógrafos recomendam plantas em escalas grandes.
d) A carta geográfica é um tipo de representação imprópria para ser utilizada na divisão político- administrativa do Brasil.
e) As plantas baixas representam de forma ideal os recursos energéticos, minerais e vegetais do Brasil.69- (PUCPR)
Observe com atenção o mapa abaixo.

(Mapa da Projeção de Gall-Peters) O planisfério foi elaborado cartograficamente por meio da Projeção de Gall-Peters, concebida inicialmente por James Gall no final do século XIX e retomada por Arno Peters a partir da metade do século seguinte, cujo contexto político-econômico, fortemente o influenciou para o desenvolvimento desse mapa.
Assinale a alternativa cuja característica corresponde ao mapa de Gall-Peters:
a) Trata-se de uma projeção equivalente que objetiva representar um retrato mais ou menos fiel do tamanho das áreas, o que faz a África e a América do Sul ganharem mais destaque do que quando representadas na Projeção de Mercator. b) Corresponde a uma projeção do tipo cônica, que distorce as áreas situadas nas baixas latitudes e torna mais fiel a representação das regiões de média e elevada latitudes. c) É uma projeção, cuja principal qualidade está no respeito às formas dos continentes, procurando representá-las com fidelidade, ao contrário das áreas que são mostradas de maneira desigual, sendo maiores próximas aos pólos e reduzidas na faixa intertropical.
d) A disposição perpendicular da rede de paralelos e meridianos nesse mapa revela que a projeção de Gall-Peters é do tipo azimutal ou polar. e) Peters, que retomou a elaboração dessa projeção durante o período da “Guerra Fria”, procurou ressaltar no mapa, a partir da representação das dimensões das áreas, a superioridade dos Estados Unidos sobre as demais porções do globo.70-(FATEC)
Considere a anamorfose a seguir.
Assinale a alternativa que apresenta corretamente o título da representação. a) População absoluta.
b) Renda per capita.
c) Participação no PIB.
d) Produção industrial.
e) Valor das exportações agrícolas.
Fonte : Geografiaparatodos.

GABARITO:

1-B 2-B 3-A 4-D 5-A 6-A 7-C 8-D 9-A 10-......
11-D 12-C 13-B 14-E 15-B 16-D 17- 18-C 19-A 20-D
21-A 22-B 23-C 24-D 25-D 26-B 27-D 28-B 29-C 30-12
31-D 32-D 33-D 34-E 35-B 36-B 37-C 38-E 39-A 40-B
41-E 42-E 43-B 44-B 45-D 46-A 47-C 48-A 49-E 50-B
51-D 52-C 53-D 54-C 55-D 56-A 57-E 58-B 59-A 60-E
61-B 62-D 63- 64-C 65- 66-A 67-B 68-C 69-A 70-C

2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns conceição pelo site, simplesmente maravilhoso para nós geógrafos e para quem quer aprender mais um pouquinho sobre esse assunto.

Anônimo disse...

olha valeu msm to no 8º ano e seu site ajudou muito para eu estudar para a prova
valeu muito de novo