segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

PROVAS E GABARITOS SOBRE A AGRICULTURA NOS PAÍSES DESENVOLVIDOS.


VESTIBULAR 2013

(UCPEL) A fome pode ser caracterizada pela falta quantitativa de alimentos para satisfazer o apetite, mas também deve ser considerada pela falta de determinados elementos específicos, tais como proteínas, vitaminas e sais minerais indispensáveis ao funcionamento do organismo humano e à própria vida. Entretanto, o problema da fome no mundo não pode ser considerado apenas pela falta de alimentos, mas também como um problema político.

Analise as seguintes afirmativas e assinale V, quando verdadeira, e F, quando falsa.
(    ) A fome no mundo depende muito mais dos fatores políticos e econômicos como a concentração de renda, por exemplo, do que da existência de condições naturais adversas à agricultura.
(    ) Os países subdesenvolvidos têm predomínio de população rural e economia baseada na produção de alimentos e de matérias-primas, motivo pelo qual são os maiores produtores e consumidores de alimentos.
(    ) Apesar de haver uma grande fartura de alimentos na atualidade, o número de famintos também aumentou. Verifica-se um grande interesse econômico no destino dos alimentos como, por exemplo, no caso da soja produzida em países com população que passa fome e é exportada para alimentar gado em países ricos.
(    ) A modernização da agricultura provocou aumento no emprego estrutural e o aumento na produção de bens; em consequência disso, os produtos agrícolas subiram de preço passando a ser mais valorizados que os produtos industrializados.

A alternativa que apresenta a sequência correta é
a) F, F, F e V.
b) V,V,F e F.
c) F, V, V e V.
d) V, F, V e F.
e) V,F,FeV.

(UEMA) Os fragmentos a seguir apresentam a realidade revelada pelo diretor geral da ONU para a alimentação e a agricultura, o brasileiro José Graziano, sobre as questões que envolvem a sustentabilidade nesses aspectos, em entrevista à

Revista ISTO É, por ocasião da Rio+20.

“Hoje não existe escassez de alimentos.”
“Entre a produção e o consumo, perde-se anualmente 1,3 bilhões de toneladas de alimentos.”
“Ao mesmo tempo em que há 900 milhões de pessoas subnutridas, outras centenas de milhões sofrem de sobrepeso e obesidade.”
“Hoje usamos 15 mil litros de água para produzir um quilo de carne.”

GRAZIANO, J. Isto é, São Paulo, n. 2223, jun. 2012.


Esses fragmentos demonstram que, de acordo com o diretor geral da ONU, em relação à sustentabilidade, há necessidade de

a) criar interlocução entre os problemas de segurança   acima, indicam que há
alimentar e as questões ambientais, produzindo menor A) impacto ao ambiente a exemplo do cultivo direto, dos sistemas agroflorestais, do controle biológico de pragas, da irrigação por gotejamento e da redução do desperdício.
b) promover aumento da produção, atendendo às pressões internacionais da revolução verde, de forma a atender a população mundial que deverá ultrapassar a marca dos 9 milhões de pessoas em 2050, considerando as perspectivas atuais desse crescimento.
c) garantir as condições de acesso à alimentação, como a produção agrícola e o grande volume           do capital ao pequeno agricultor nos países centrais, onde há maior concentração de renda e menor poder aquisitivo.
d) comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, priorizando a produção de alimentos em níveis suficientespara atender às populações, conforme estabelecem os padrões dos países periféricos, onde há maior poder aquisitivo e produção de maneira sustentável.
e) buscar alternativas sustentáveis, substituindo as práticas predatórias, tais como queimadas por métodos menos agressivos, adubagem orgânica e construção de cacimbas, nos países centrais, onde a fome assola pelas condições de insustentabilidade da produção.

(UNIMONTES) Observe o gráfico.

Folha de São Paulo, 23/2/2012.

Com base no gráfico acima, assinale a alternativa CORRETA.
a) A maior produção mundial de transgênicos ocorre em países da América Latina.
b) Os Estados Unidos vêm, nos últimos anos, reduzindo a produção de transgênicos para atender ao
mercado externo.
c) O Brasil é o maior produtor de transgênicos do Mercosul.
d) Os países mais populosos são os maiores produtores de transgênicos por necessidade do mercado
interno.

(UCS) As atividades agropecuárias são realizadas pelos seres humanos há mais de 10 mil anos. Essas atividades se desenvolveram por meio do cultivo agrícola, da utilização de ferramentas, da domesticação de animais, do aperfeiçoamento de técnicas e do uso de tecnologias.

Analise as afirmativas abaixo, sobre as atividades agropecuárias.

I. A agropecuária comercial moderna caracteriza-se pelo uso intensivo de recursos tecnológicos, como máquinas e insumos. É necessário que a produção seja acompanhada por mão de obra especializada.
II. Nos últimos anos, surgiu um novo recurso tecnológico, decorrente da pesquisa biotecnológica e voltado para a produção agrícola, que são os transgênicos. Seus defensores argumentam que, com seu cultivo e utilização, aumentará a produção de alimentos no mundo.
III. Com a utilização de agrotóxicos, pode-se eliminar os insetos nocivos, acabando com o ápice da cadeia alimentar. Por outro lado, é possível ocorrer contaminação do aquífero confinado e do solo, por meio dos macro-organismos, que podem desaparecer e tornar o solo fértil.

Das afirmativas acima,

a) apenas I está correta.
b) apenas II está correta.
c) apenas III está correta.
d) apenas I e II estão corretas.
e) I, II e III estão corretas

(UNIOESTE) Em relação às formas de uso e exploração agrícola, analise as afirmativas abaixo.

I. Na década de 1950, a Revolução Verde foi um evento que atingiu a maior parte dos países no mesmo momento histórico. Ela foi responsável pela manutenção de diversas famílias no campo e não modificou a estrutura fundiária do Brasil e de outros países.
II. A Revolução Verde surgiu após um processo de conscientização global sobre a importância da preservação ambiental, modificando o modo de produção e o uso dos recursos naturais. Nesse contexto está a agricultura orgânica, que não utiliza agrotóxicos.
III. Foi a partir da Revolução Verde que houve um grande crescimento da produção agrícola mundial, pois várias tecnologias foram implementadas, como máquinas, fertilizantes e defensivos.
IV. Apesar dos benefícios, a Revolução Verde trouxe problemas ambientais, como a contaminação das águas, perdas de solo por lixiviação, desmatamento e redução da biodiversidade.
V. A continuidade da Revolução Verde está nos alimentos transgênicos, porém, em virtude da pressão popular e das restrições feitas pelo governo federal, esse modelo de agricultura não vem crescendo no Brasil.

Assinale a alternativa correta.

a) Apenas a alternativa V está incorreta.
b) Todas as alternativas estão incorretas.
c) Apenas a alternativa II está incorreta.
d) Apenas as alternativas I e V estão incorretas.
e) Apenas as alternativas I, II e V estão incorretas.


(UNIOESTE) O agronegócio pode ser compreendido mediante a análise dos modelos patronal e familiar de produção. No Quadro 1, é possível visualizar as características essenciais dessas duas principais formas de produção agropecuária.

Quadro 1
Comparativo entre os modelos patronal e familiar de agricultura.

Fonte: FAO/INCRA – In: Informe Agronegócio. Brasília: Instituto Interamericano de cooperação para a agricultura, 2006, p. 72.

Analise as afirmativas abaixo e assinale a INCORRETA.

a) No modelo patronal, o trabalho assalariado é predominante, além de haver uma completa separação entre gestão e trabalho.
b) No modelo patronal, a organização da produção é centralizada, possibilitando a geração de empregos, de renda excedente e de exportáveis.
c) O modelo familiar visa à qualidade de vida, a preservação de tradicionais culturas do país, sendo a direção do processo produtivo assegurada pelos proprietários.
d) A agricultura patronal é mais concentrada em culturas voltadas à exportação, estando inserida em uma visão mais empresarial do negócio, além de estar vinculada à diversificação da produção.
e) Os produtores familiares desenvolvem atividades diversificadas e estão mais voltados à produção para o mercado interno, necessitando de mais apoio do governo. O trabalho assalariado, nesse modelo, não é predominante.

VESTIBULAR 2012
1-(UERJ)
Multinacionais de alimentos agravam pobreza
Documento da ActionAid, apresentado no Fórum Social Mundial de 2011, revela que um pequeno grupo de empresas domina a maior parte do comércio mundial de itens como trigo, café, chá e bananas. Um terço de todo o alimento processado do planeta está nas mãos de apenas 30 empresas. Outras 5 controlam 75% do comércio internacional de grãos. Do total da produção e da venda de agrotóxicos, também 75% são dominados por 6 companhias, e uma única multinacional, a Monsanto, detém 91% do setor de produção e venda de sementes.
adaptado de www.observatoriosocial.org.br
O texto faz referência ao processo de modernização da agropecuária mundial, com a formação e a expansão de complexos agroindustriais.
a) Defina o que são complexos agroindustriais.
b) Com base na reportagem, aponte duas consequências socioeconômicas negativas resultantes da situação de reduzida concorrência no setor agrícola.
Respostas:
a) Complexos agroindustriais são grandes cadeias produtivas que articulam a produção agrícola com a produção industrial e com os setores de comércio e serviço.
b) Duas das consequências: • aumento do êxodo rural • imposição de regras comerciais • controle dos preços das mercadorias • aumento do desemprego / pobreza no campo • imposição de padrões de produção nocivos ao meio ambiente • imposição por parte das empresas de padrões técnicos de produção • eliminação das pequenas empresas e dos pequenos produtores rurais
2-(UNICAMP) O mundo chegou a sete bilhões de pessoas em 2011. Nossa espécie já ocupa tanto espaço, com plantações, cidades, estradas, poluição e lixo que, para alguns cientistas, entramos em um novo período geológico, o Antropoceno. As atividades humanas já seriam a força mais relevante para moldar a superfície da Terra. Alimentar e dar conforto a toda essa gente pode exaurir os recursos naturais.
(Adaptado “O planeta dos humanos”. Revista Época, Especial População, 06/jun/2011, p. 87.)
a) Aponte duas explicações para a maior disponibilidade de alimentos nas décadas recentes, situação nunca antes existente na história humana.
b) Considerando a sustentabilidade ambiental, quais seriam os principais desafios para alimentar e dar conforto a todos os seres humanos?
Resposta:
a) São fatores que ampliaram a disponibilidade de alimentos nas décadas recentes, o uso de tecnologia e técnicas agrícolas elevando consideravelmente a produtividade; o desenvolvimento da indústria de alimentos; o desenvolvimento da logística de transporte e armazenamento; a incorporação de novas áreas agricultáveis produtivas; além da economia de mercado robustecida pela urbanização crescente no mundo (maior demanda exigindo maior oferta).
b) Considerando a sustentabilidade ambiental, são desafios: aumentar a produtividade agrícola minimizando impactos negativos no meio ambiente; utilizar fontes de energia renováveis e menos poluentes; diminuir os padrões de consumo para poupar recursos naturais; tornar equânime a distribuição de alimentos; aumentar a disponibilidade de terras agricultáveis sem prejudicar o meio ambiente; prover moradia e saneamento básico, minimizando impactos negativos no meio ambiente; diminuir desperdício de alimentos e recursos naturais.
3-(UNICAMP) Considerando o território norte-americano após a 2ª Guerra Mundial, o chamado Sunbelt, que abrange os Estados da Califórnia, Arizona, Texas, Novo México, Luisiana e Flórida, se destacou pelo dinamismo de sua economia.
a) Aponte as principais características econômicas do Sunbelt americano.
b) Indique duas características da agricultura norte-americana moderna.
Respostas:
a) No Sunbelt americano concentram-se as indústrias de ponta do país, tais como as petroquímicas, de informática e alta tecnologia, e bélico-aeroespacial. Caracteriza-se ainda pela presença significativa de mão de obra qualificada e pela agricultura moderna e produtiva, com grande utilização de maquinário e insumos agrícolas.
b) A agricultura americana é uma das mais modernas, produtivas e competitivas do mundo (em área e volume), apresentando grande utilização de máquinas e insumos agrícolas modernos, com o predomínio de grandes e médias propriedades. Encontra-se organizada em grandes faixas – os cinturões (belts), que são formados conforme particularidades naturais e de povoamento. Os belts são especializados em determinados produtos, destacando-se trigo, milho, algodão, frutas, soja, tabaco, laranja e gado bovino. Não são monoculturas, mas culturas dominantes em área e produção com outros cultivos intercalados. Há três grandes belts: os do NE, o Central e o do Oeste.
4-(FGV-SP) No final de 2007 e início de 2008, a provisão de alimentos estava apertada e os preços dos grãos subiram drasticamente. Alguns dos principais produtores reduziram as exportações para manter o custo nacional sob controle.[...] Foi então que, em 2008, Arábia Saudita, China e Coreia do Sul começaram a comprar ou arrendar terra em outros países, particularmente na África, mas também na América Latina e no Sudeste da Ásia, a fim de produzir alimentos para si.
(www.ecodebate.com.br/2011/10/25/nos-limites-da-terra- -entrevista-com-lester-brown. Adaptado)
Sobre o fato descrito no texto, pode-se afirmar que
a) vários países da África, como a Etiópia e o Sudão, proibiram a ocupação de estrangeiros em suas terras, como medida de proteção às suas respectivas populações.
b) essa é uma situação temporária, pois os países com agricultura avançada têm condições de aumentar a produtividade agrícola e suprir os mercados mundiais.
c) o problema dos suprimentos alimentares para muitos países está a cargo da FAO, órgão da ONU voltado para as questões agrícolas.
d) a busca de áreas agricultáveis, em nível internacional, representa o traçado de uma nova geopolítica relacionada à escassez de terras e alimentos.
e) a probabilidade de se atender às necessidades alimentares de toda a população do globo parece cada vez mais próxima devido à expansão das áreas agrícolas.

VESTIBULAR 2011

1-(CEFET-MG) A questão refere-se ao trecho abaixo.

”Necessitamos que o mundo conheça o verdadeiro custo que está por trás de uma uva, de um melão ou de um kiwi; não podemos permitir que chegue aos mercados do mundo o produto de nosso trabalho, tornando vulneráveis os direitos trabalhistas, os direitos das mulheres. Esse custo tem nome, de Olívia, Maria, Nelly, Rosa, Flor, Carmen, e muitas outras, que significam jornadas intermináveis, baixos salários, contratistas maltratadores, não pagamento de impostos, ausência de contrato de trabalho, exposição a praguicidas e enfermidades trabalhistas.”
(Depoimento de mulheres chilenas em sua II Assembleia Nacional de Mulheres Assalariadas Temporárias da Agroexportação de Valparaíso. In: PORTO-GONÇALVES, Carlos W. A globalização da natureza e a natureza da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006. p. 283-284.)

Nesse contexto, é INCORRETO afirmar que


a) a apropriação do trabalho pelo sistema capitalista sinaliza um processo de precarização das condições de vida.
b) as promessas da Revolução Verde para a área social foram ineficazes, ampliando a desigualdade na Divisão Internacional do Trabalho.
c) a pauta de exportação tem estado vinculada aos interesses industriais, alterando a lógica na prioridade alimentar entre humanos e animais.
d) a subcontratação temporária ocorre frequentemente pela necessidade sazonal de trabalho na monocultura, intensificando as disparidades sociais e espaciais.
e) o uso de Organismos Geneticamente Modificados são alternativas para crescimento da produção, demandando o emprego generalizado de química mais intensa.

VESTIBULAR 2010

2-(MACKENZIE-SP) O modelo de desenvolvimento agrícola, adotado atualmente em boa parte dos países do mundo, tem levado à ocupação de áreas territoriais cada vez maiores. Como consequência, desencadeou-se uma série de problemas ambientais.

A esse respeito, analise as afirmações I, II, III e IV, abaixo.


I. A utilização indiscriminada de agrotóxicos pode eliminar insetos não nocivos, rompendo a cadeia alimentar.
II. Os solos poderão tornar-se estéreis, já que a biota contaminada desses solos poderá até desaparecer.
III. A intensa contaminação das águas subsuperficiais por produtos químicos disseminará, atingindo animais de águas superficiais.
IV. A implantação de monoculturas favorece o desenvolvimento de muitas espécies de seres vivos, como insetos, bactérias e fungos, que atacam as plantações, aumentando os predadores naturais.

Dessa forma,
a) apenas I e II estão corretas.
b) apenas III e IV estão corretas.
c) apenas I e IV estão corretas.
d) apenas I, II e III estão corretas.
e) I, II, III e IV estão corretas.

3-(UFMG) Considerando-se o atual estágio da agricultura mundial, é INCORRETO afirmar que:

a) a agricultura voltada para o mercado interno, em países como o Brasil, ao incorporar insumos e tecnologias gerados pelo agronegócio, pode promover elevação dos preços dos alimentos para o consumidor.
b) a maior disponibilidade de terras agrícolas, em escala planetária, é encontrada nas zonas temperadas, onde a fragilidade dos solos constitui obstáculo à expansão de sua exploração.
c) a produção global de alimentos, na atualidade, é capaz de atender ao consumo em escala planetária, embora a ingestão de alimentos por parcela da população mundial ainda se dê de forma insuficiente em quantidade e diversidade.
d) as restrições geográficas impostas, em decorrência de determinadas condições de clima, solo e relevo, a um numeroso grupo de cultivos são, em grande parte, satisfatoriamente contornadas por práticas de manejo modernas.

4-(UFSM) "Dois terços das pessoas que vivem com menos de 1 dólar por dia moram e trabalham em áreas rurais. Os mercados em que operam, os seus meios de subsistência e as suas perspectivas para escapar à pobreza são afetados diretamente pelas regras que governam o comércio de produtos agrícolas. O problema básico a tratar nas negociações da OMC (Organização Mundial do Comércio) sobre agricultura pode ser resumido em poucas palavras: subsídios dos países ricos. Na última rodada das negociações sobre o comércio mundial, os países ricos prometeram cortar os subsídios agrícolas. Desde então, aumentaram-nos (...)".
ONU-PNUD. Informe sobre desarollo humano 2005. Madri: Mundi Prensa, 2005. p. 11.


I. Os países ricos, além de subsidiar os seus produtos, impedem uma participação mais justa aos países pobres, no comércio mundial.
II. No texto, os países ricos prometeram reduzir os subsídios a seus produtores; no entanto, aumentaram-nos, conforme demonstrado, também, na figura.
III. Ambos contêm a ideia de que o aumento dos subsídios nos países ricos aumenta os preços de compra dos produtos no mercado internacional, favorecendo as perspectivas de diminuir a pobreza em áreas rurais.

A respeito do texto e da figura, são feitas as seguintes afirmações:

Está(ão) correta(s)
a) apenas a II.
b) apenas I e II.
c) apenas I e III.
d) apenas III.
e) I, II e III.

VESTIBULAR 2009

5-(UEMG)

VAI TER PARA TODO MUNDO?
O preço dos alimentos disparou, e o aumento médio no mundo passa dos 80%. A crise atual, a pior dos últimos trinta anos, decorre de uma combinação de causas: colheitas ruins, especulação de preços, aumento excepcional do barril de petróleo e a explosão dos biocombustíveis. Mas, o que ajudará a perpetuar o problema é o aumento do consumo de alimentos, sobretudo na China e na Índia, as locomotivas asiáticas que, juntas, têm mais de um terço da população mundial.
André Petry, Revista Veja – 28 de maio de 2008

Analisando este texto e os dados da ilustração, acima, só não é CORRETO afirmar que:
a) a atual trajetória econômica, demográfica e ambiental do mundo é insustentável.
b) a previsão é que, em 2050, seremos 9,2 bilhões de pessoas, ou seja, 2,5 bilhões de habitantes a mais, em relação à população atual.
c) o simples crescimento da população mundial traz grande impacto nos estoques de comida.
d) a escassez de comida está sendo controlada pela distribuição eqüitativa dos alimentos entre as nações do mundo.

6-(UFJF) Observe o mapa a seguir:

Disponível em . Acesso em 30/10/2008.

O aumento das áreas que cultivam produtos orgânicos deve-se ao crescimento da demanda por esses produtos em todo o mundo. Os fatores mais importantes para o crescimento dessa demanda referem-se à:
a) inversão de capital urbano-industrial no meio rural e à facilidade de transporte marítimo.
b) contaminação dos mananciais, às diversas formas de erosão e ao custo da mão-de-obra.
c) destruição dos cultivos tradicionais pelas catástrofes naturais e ao crescimento populacional.
d) escassez de produtos agrícolas durante a entressafra e elevados custos da cesta básica.
e) segurança alimentar, às preocupações ambientais e ao melhor sabor dos alimentos.

7-(UFJF) Leia o fragmento de texto a seguir:
A produção avícola é hoje ainda mais semelhante a uma operação fabril. [...] Algumas das grandes empresas de alimentos, como a Ralston Purina, a Cargill e a Allied Mills, são responsáveis por gigantescas instalações aviárias que processam dezenas de milhares de galinhas por dia. Como na organização fabril, as chaves dessa produção são a procriação especial, alimentação intensiva enriquecida, estímulos químicos (hormônios) e o controle de doenças. [...] O alimento passa na frente das galinhas imóveis, numa correia transportadora, enquanto ovos e excrementos são removidos em outras correias. A iluminação artificial supera o ciclo diário natural e mantém as galinhas em postura constante.
IANNI, Otavio. A era do globalismo. São Paulo: Civilização brasileira, 1996. p.47-8.

O exemplo apresentado por Ianni refere-se ao desenvolvimento de uma agropecuária de forma intensiva.

Assinale a alternativa que apresenta CORRETAMENTE os itens responsáveis por esta classificação.
a) Capitalização e produtividade da área.
b) Mercado consumidor e produção total.
c) Predominância do fator trabalho e terra.
d) Regime de propriedade vigente e trabalho.
e) Utilização abundante de terras e energia.

8-(UNIFEI) A chamada Revolução Verde promoveu grande aumento da produtividade em diferentes regiões agrícolas do planeta, por meio do uso de fertilizantes químicos, agrotóxicos e sementes selecionadas. Apesar do desenvolvimento técnico e econômico, a Revolução Verde provocou consequências ecológicas e sociais. Assinale a alternativa incorreta.

a) A utilização de fertilizantes e de agrotóxicos tem por objetivo aumentar a produtividade e evitar quebra na safra.
b) Os fertilizantes e agrotóxicos são levados pela chuva para os córregos e rios, prejudicando o equilíbrio ecológico de seus ecossistemas.
c) Houve um enriquecimento tanto da flora quanto da fauna silvestre, devido a grande utilização de fertilizantes e produtos químicos.
d) Devido à utilização de fertilizantes e agrotóxicos, os produtos cultivados são mais vigorosos e abundantes.

9-(UFSJ) Sobre o aumento no preço dos alimentos que atingiu grande parte do mundo, no primeiro semestre de 2008, é CORRETO afirmar que ele se associa:

a) ao forte incremento do consumo de alimentos por parte de países emergentes de grande população, como é o caso dos países situados no norte da Europa.
b) ao aumento dos custos da produção agrícola como decorrência do aumento do petróleo e dos fertilizantes.
c) à quebra de safras em vários países produtores de grãos atingidos por secas prolongadas provocadas pelo efeito estufa.
d) ao aumento da produção de biocombustíveis e o fim dos subsídios agrícolas em países ricos, como os EUA e países da UE (União Européia).

VESTIBULAR 2008

10-(MACKENZIE)
"Em alguns países, produzem-se alimentos suficientes para toda a população nacional e para a exportação. Então a questão não é o tamanho da população, mas a tecnologia que está sendo usada e o investimento que está sendo feito”.
(Jacques Diouf, diretor geral da FAO, em entrevista concedida à Revista Veja, edição 2057 -23 de abril de 2008)
Segundo o diretor-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), a alta do preço dos alimentos assusta, mas não condena o mundo à fome, como afirmam aqueles que ressuscitam o fantasma de Malthus, título da matéria da revista. Em relação à escalada dos preços dos alimentos, considere as afirmações abaixo.

I. Aumento de preço, devido à redução da oferta de alimentos em decorrência das alterações climáticas e doenças nos rebanhos do planeta, que tem provocado graves quebras de safras.
II. O incentivo dos governos dos países emergentes e do Japão aos produtores de etanol, derivado do milho ou do arroz, fez aumentar a cotação desses grãos, estimulando agricultores de alimentos a migrarem para a produção de biocombustíveis.
III. O preço do barril de petróleo tem aumentado sucessivamente desde o início de 2007, o que elevou o preço dos transportes e insumos agrícolas.
IV. O dinamismo da economia mundial que vem crescendo nos últimos anos tem aumentado o consumo de alimentos em países emergentes, onde vivem mais de 1/3 da população mundial.

Estão corretas,
a) apenas, I e II.
b) apenas, I e III.
c) apenas, III e IV.
d) I, II, III e IV.
e) apenas, I, III e IV.

11-(UFSCAR) Um agrossistema é um tipo ou modelo de produção agrária em que se observa quais cultivos ou criações são praticados, quais são as técnicas utilizadas, como é a relação da agricultura ou da pecuária com o espaço – tanto em termos de densidade quanto da dimensão e propriedade da terra – e qual é o destino da produção.
A partir desse conceito, qual seria a melhor forma de classificar os agrossistemas?

a) Agricultura tradicional, moderna e alternativa.
b) Agricultura mediterrânea, plantations, itinerante e de subsistência.
c) Agricultura irrigada, minifúndios e latifúndios.
d) Agricultura de jardinagem, itinerante e mediterrânea.
e) Pecuária extensiva e intensiva.

12-(UEMG) A partir do final do século XIX, o consumo de alimentos pela população e de matérias primas agrícolas, pelo setor industrial, atingiu patamares sem precedentes na história das sociedades. Nesse contexto estabeleceu-se a chamada agropecuária comercial moderna. Em relação à agropecuária comercial moderna, todas as afirmações constantes das alternativas a seguir estão corretas, EXCETO:

a) Nesse sistema agrícola, grande parte das propriedades rurais é administrada como uma empresa.
b) O nível de tecnicismo aplicado na agropecuária comercial moderna dispensa a mão-de-obra especializada.
c) Os altos custos dos equipamentos e dos insumos fazem com que a agropecuária moderna seja viável, especialmente em médias e grandes propriedades rurais.
d) A agropecuária moderna é caracterizada pelo uso intensivo de recursos tecnológicos no campo.

13-(FUVEST) Uma das características do setor agropecuário, na atualidade, é a alta especialização produtiva, que reforça a necessidade de circulação de alimentos pelo planeta. Como, todavia, os custos de produção são muito distintos nas diferentes porções do globo, políticas de subsídios agrícolas e de barreiras protecionistas foram e continuam sendo adotadas por alguns Estados, no sentido de proteger seus produtores rurais.

Sobre políticas de subsídios agrícolas e barreiras protecionistas,

a) cite dois países que as utilizam de forma sistemática e, ao menos, um produto por país citado.
b) analise criticamente as ações recentes do Estado Brasileiro junto à OMC e os resultados alcançados.
Resposta:
a) Principalmente EUA e países europeus, como a França. Os EUA protegem produtos como o algodão, soja, suco de laranja, milho, entre outros; a França dispõe de forte política de subsídios para grãos e horticultura, além de barreiras fitossanitárias,principalmente em relação à importação de carnes.
b) O Brasil se destaca por tomar a frente nas negociações que defendem a derrubada dos subsídios e protecionismos no setor agropecuário, praticados pelos EUA e alguns países da UE, restringindo as exportações dos países periféricos. O País é o criador do grupo conhecido como G-20, formado em 2003 em Cancún, México, por ocasião da reunião da Organização Mundial do Comércio, que deu continuidade à Rodada de Doha (2001, Catar), a qual acirrou as divergências entre ricos e pobres no comércio mundial. A liderança brasileira trouxe como vantagens um avanço nas negociações em favor dos interesses dos países pobres, uma vez que abriu a possibilidade de maior acesso aos mercados consumidores dos países ricos, diante da flexibilização desses mecanismos protecionistas, mesmo que a médio ou a longo prazo.

14-(UNEAL) A pecuária em que o rebanho é criado obedecendo a métodos modernos que permitem uma seleção do gado para o corte, reprodução ou leite, utilizando pasto plantado e rações suplementares, é denominada:

a) Pecuária Intensiva.
b) Pecuária Extensiva.
c) Pecuária Nômade.
d) Pecuária Ultra-extensiva.
e) Pecuária de espaços semi-áridos.

VESTIBULAR 2007


15-(UFAL) A humanidade desenvolveu a agricultura em diferentes momentos e lugares. Considere as características do desenvolvimento agrícola em um determinado país:
A partir da segunda metade do século XIX, a agricultura obteve um grande desenvolvimento que resultou do seu caráter competitivo no plano externo, combinado a diversos fatores internos como a presença de imigrantes, a expansão territorial, os solos férteis e a rápida modernização e mecanização da agricultura. O país é o principal representante da moderna agricultura de excedentes, especializada, especulativa e de mercados.

O texto refere-se à agricultura:

a) dos Estados Unidos.
b) da Argentina.
c) da Rússia.
d) da Austrália.
e) da Índia.

16-(UFPE) A agropecuária é uma das mais antigas atividades da história da humanidade, tendo passado ao longo da sua evolução por uma série de transformações. Em relação a esta atividade, analise o que se afirma a seguir.

0-0) Apesar da grande produção de grãos existente no planeta, uma parcela considerável da população mundial é atingida pela fome. Este flagelo é produto muito mais de fatores políticos e econômicos, estando presente, muitas vezes, em países que são grandes produtores e exportadores de grãos.
1-1) Os fatores de produção agrícola são: terra, capital e trabalho. Dependendo do maior ou menor emprego desses fatores, a atividade agrícola é classificada como extensiva ou intensiva.
2-2) Na agricultura intensiva, o aumento da produtividade é alcançado com a incorporação de novas terras ao processo produtivo. 3-3) A distribuição da população economicamente ativa por setores produtivos, nos países centrais, revela que é o setor primário, onde se encontra a atividade agropecuária, aquele que absorve menos mão-de-obra.
4-4) O agronegócio da fruticultura, no Vale do São Francisco, permite a presença, no meio rural, não apenas da atividade agrícola mas também de atividades dos setores secundário e terciário, relacionadas ao processo de produção que aí se desenvolve.

Resposta: VVFVV


17-(PUCSP) Observe atentamente o mapa. Ele representa as áreas onde originalmente várias plantas alimentícias, que nos são muito familiares, foram domesticadas.
Fonte: Richard B. PRIMACK, Efraim RODRIGUES. Biologia da Conservação. Londrina: E. Rodrigues, 2001. p. 185.

Tendo em vista o mapa e os fluxos atuais de mercadorias agrícolas no mundo, justifica-se que:

a) a China seja o maior produtor e o grande exportado para a Europa e os EUA dos grãos mais consumidos no mundo, o arroz e a soja.
b) a mais importante atividade econômica da América Latina seja a exportação agrícola, visto que várias plantas como o milho, a batata, feijão, etc., têm origem nessa região.
c) algumas das frutas tenham origem na faixa intertropical do planeta. Isso explica por que elas não podem ser produtos importantes de exportação para as áreas mais frias do planeta.
d) a maioria das plantas comestíveis tenham vindo de partes do mundo que estão entre os países menos desenvolvidos, mas isso não lhes garantiu a condição de maiores produtores agrícolas.
e) o planeta seja dependente da Europa para o consumo do pão, visto que o trigo é uma planta somente adaptada nesse continente, que assim se torna a única área exportadora.

FONTE: GEOGRAFIAPARATODOS
REVISADO: GEOCONCEIÇÃO

GABARITO;
1-E 2-D 3-B 4-B 5-D 6-E 7-A 8-C 9-B 10-E 11-A 12-B 13-- 14-A 15-A 16-- 17-D

Nenhum comentário: